UniMAX e Spinula ampliam conhecimento de Engenharia com curso de extensão para atender a “Indústria 4.0”

UniMAX e Spinula ampliam conhecimento de Engenharia com curso de extensão para atender a “Indústria 4.0”

Controladores Lógicos Programáveis com IHM (Human-Machine Interface) e Redes de Comunicação Industrial visa a especialização dos futuros engenheiros para suprir o aumento da demanda prevista em 45% ao ano até 2025

Segundo reportagem publicada pela Exame, há previsão de que o mercado global de automação de equipamentos industriais cresça 45% ao ano até 2025. Os dados são da consultoria chinesa Counterpoint Research. Para atender esta e outras demandas da “Indústria 4.0”, a UniMAX – Centro Universitário Max Planck de Indaiatuba, em parceria com as empresas Spinula Systems e Perspectiva, elaborou o curso de extensão Controladores Lógicos Programáveis com IHM (Human-Machine Interface) e Redes de Comunicação Industrial.

Mais de 40 alunos dos cursos de Engenharia de Controle e Automação (Mecatrônica) e de Produção têm a oportunidade de garantir esse diferencial em suas carreiras a partir do curso que tem por objetivo contribuir para a especialização de profissionais qualificados e aptos a exercer atividades no mercado de trabalho de acordo com as necessidades atuais.

Leandro Velozo, coordenador e professor do curso de Engenharia de Controle e Automação, explica que os atuais estudantes e os formados em 2018 garantem o curso por um valor especial muito abaixo do mercado.

A iniciativa surgiu numa Aula Magna ministrada no ano passado por César Espindola para os cursos de Engenharias da UniMAX. “A parceria surgiu com o intuito de encontrar pessoas que se enquadrem à missão da empresa. Portanto o curso foi formatado de maneira a identificar essas pessoas e prepará-las para as aplicações reais da indústria. Pois todo o conteúdo do curso tem por base projetos reais já executados e entregues pela Spinula”, conta César, que é formado em Engenharia de Automação Industrial e pós-graduado em Gestão de Empresas e Gestão de Projetos.

“O curso de extensão visa qualificar profissionais para nossa aplicação, contribuir com a sociedade local e estudantes do Centro Universitário Max Planck, oferecer uma oportunidade de qualificação, além de melhoria do currículo dos alunos”, ressalta o proprietário da Spinula System.

Com duração de 12 meses, o curso acontece aos sábados, das 8h às 12h e está previsto para ser concluído em maio de 2020. “Ao término do curso, os alunos terão competências e habilidades em controladores lógicos programáveis, que são usados em todas as indústrias para automação de processos. Isso será um diferencial em suas vidas pois a maioria dos recém-formados vão buscar essa especialização após a graduação”, ressalta o professor Leandro.

Divididos por módulos, o curso aborda conceitos de Controladores Lógicos Programáveis nível básico, intermediário e avançado; IHM (Human-Machine Interface), Redes Industriais e finaliza com a elaboração de um projeto. Entre os objetivos dos temas trabalhados é propiciar eficiência e a produtividade das indústrias. Para isso, os alunos são orientados pelos professores Leandro Velozo, Flavio Ramires, Alceu Rosa e Allan Douglas Braga.

Outro parceiro da iniciativa, o professor Rogério Gasparetto, coordenador de Engenharia de Produção e proprietário da empresa Perspectiva, destaca que a parceria do curso se dá pela identificação da necessidade de suprir o mercado de trabalho com profissionais diferenciados, capazes de atuar na área de controle de processos mais inovadores do mercado. “Além disso, é de grande relevância com a Instituição, pois os equipamentos utilizados no curso de extensão serão disponibilizados para a graduação de Engenharia de Controle e Automação”, salienta.

Por fim, o professor Rogério completa: “O curso é de grande relevância para o mercado de trabalho atual, pois com o crescimento da indústria 4.0, os sistemas automatizados e, principalmente, controlados eletronicamente estão presentes em todos os processos. Para os profissionais que utilizam CLPs no seu dia a dia, os IHM (Human-Machine Interface) e as redes de comunicação industrial são as tecnologias de ponta e que apresentam melhor performance para os processos e consequentemente o desempenho produtivo e retorno financeiro para a empresa e de qualidade no produto para o consumidor”, diz.

Vestibular 2020

Inscreva-se no Vestibular da UniMAX – Centro Universitário Max Planck – acesse www.faculdademax.edu.br.

Mais informações: (19) 3885-9900.

Texto: Tatiane Dias – (MTB 67029)

05/11/2019