Somos capazes de criar novos neurônios em qualquer idade com um simples exercício (que está em suas mãos)

Somos capazes de criar novos neurônios em qualquer idade com um simples exercício (que está em suas mãos)

Calce os tênis, seu cérebro agradecerá

Somos capazes de criar novos neurônios, inclusive na idade adulta. A descoberta é
relativamente nova, porque se pensava que nascíamos com um determinado “banco de
neurônios” que ia diminuindo com o passar do tempo e que não éramos capazes de aumentar.
No entanto, as últimas descobertas da neurociência derrubaram essa crença. Nosso cérebro é
plástico: podemos criar conexões diferentes e inclusive, em algumas áreas, como o
hipocampo, podemos fazer com que novos neurônios nasçam, como explica o professor Terry
Sejnowski, do The Salk Institute for Biological Studies. Assim, temos margem de manobra,
independentemente da idade. Uma boa notícia!
O hipocampo tem a forma de cavalo-marinho e é um dos responsáveis por nossa memória e
nossa capacidade espacial. As pesquisas sobre o hipocampo começaram com roedores: várias
imagens foram mostradas aos ratos, que tinham que diferenciá-las. Quando os roedores
aprenderam a distingui-las depois da prática, observou-se que novos neurônios haviam sido
gerados em seu hipocampo. Curiosamente, se o animal parasse de fazer esse exercício, os
neurônios jovens desapareciam. E se retomasse a atividade, voltavam a aparecer. Assim, já
temos uma pista importante: a prática repetida ajuda a gerar novos neurônios em nosso
hipocampo. Mas se tivéssemos de decidir qual atividade nos permite realmente manter nosso
cérebro jovem, Sejnowski não hesita: o esporte é o melhor presente que podemos nos dar, é o
melhor medicamento antienvelhecimento para nossa massa cinzenta.
Sabíamos que praticar esportes é uma maneira de cuidar do nosso corpo e reduzir o estresse,
graças às danças hormonais desencadeadas pela dopamina, serotonina e noradrenalina. Mas
pesquisas mais recentes mostram que o exercício também melhora a secreção do fator
neurotrófico cerebral (o que influencia positivamente na memória e em um estado de ânimo
mais positivo) e permite que novos neurônios nasçam em nosso hipocampo. No entanto,
apesar de suas vantagens, não parece haver muita sensibilidade na relação entre
aprendizagem e esporte. De fato, o exercício físico nas escolas é frequentemente visto como
uma disciplina fácil de aprovar e sem muito valor. Mas estávamos errados. Educar crianças e
adultos nos esportes não apenas ajuda nosso corpo a estar melhor e mais saudável como
também ajuda nosso cérebro a permanecer mais jovem e com capacidade de gerar novos
neurônios. E, como Sejnowski resume, “a academia e a recreação são as partes mais
importantes do currículo”.
Então, se nosso cérebro é capaz de gerar novos neurônios com o esporte, o que precisamos
fazer para que isso aconteça? Bem, mais uma vez, frequência. Como os especialistas sugerem,
precisamos praticar exercícios três vezes por semana, com duração mínima de 30 minutos.

Portanto, pense em você. Qual a sua relação com o esporte? Se não é exatamente um amor
constante, vale a pena lembrar as vantagens físicas e neuronais, buscar um exercício bom para
você, com um grupo de amigos se você tem dificuldade para se motivar sozinho e calçar os
tênis. Seu hipocampo agradecerá.

Fonte: El País