Palestra com Dra. Mayana Zatz na UniMAX apresenta Zika vírus como aliado no combate ao câncer

Palestra com Dra. Mayana Zatz na UniMAX apresenta Zika vírus como aliado no combate ao câncer

O futuro, as perspectivas e os avanços da Medicina foram abordados pela geneticista, professora e coordenadora do Centro de Pesquisas sobre o Genoma Humano e células-tronco

 

“Como é que se transforma o inimigo em aliado como o Zika vírus transmitido pelo Aedes Aegypt, mosquito considerado estritamente eficiente, pois consegue transportar Dengue, Zika vírus e Chikungunya? ”, questionou a Dra. Mayana Zatz, geneticista e professora da USP, durante palestra ministrada para o programa “Fronteiras na Saúde” promovido pelo curso de Medicina da UniMAX – Centro Universitário Max Planck de Indaiatuba.

Mayana destacou que das três doenças trazidas pelo mosquito, a que menos apresenta sintomas é o Zika vírus. O principal problema identificado foi entre mulheres grávidas que, ao serem infectadas, tiverem bebês com microcefalia e outras más formações. “Fizemos pesquisas com gêmeos, cuja a mãe foi infectada, e um deles nasceu com microcefalia e outro não. E a grande questão foi: o que protege alguns bebês? O que aumenta o risco disso? ”, contou.

Segundo a docente, a hipótese da pesquisa foi que pudesse haver diferenças genéticas nas células neuro-progenitoras que atuam na formação do cérebro do bebê. Então, geraram em laboratório estas células de três pares de gêmeos (em que um era afetado e outro não) e infectaram as células com o vírus da Zika. A conclusão foi a de que nos gêmeos afetados, o vírus replicava muito mais rápido e a de que o vírus estava interessado no cérebro em formação. “A partir disso, pensamos: será que o vírus destrói tumores cerebrais, porque também são ricos em células progenitoras? Assim nasceu o projeto Zika vírus e câncer”.

“Observamos que havia um efeito oncolítico potente exatamente em tumores do sistema nervoso central. O vírus infecta o tumor, as células estão destruídas e o tumor libera antígenos e inflamação, que ativa o sistema imune e mesmo as células cancerígenas longe do tumor podem ser destruídas”, revelou.

Para avaliar a segurança do tratamento, também foram realizados testes em cães com tumores cerebrais semelhantes aos dos seres humanos e que auxiliaram no desenvolvimento de terapias que podem beneficiar tanto pacientes humanos como caninos. “A pesquisa mostrou que houve uma ativação real do sistema imune, confirmando o efeito oncolítico em tumores sem tratamento e de difícil acesso. O vírus não apenas destrói a células cancerosas como ativa o sistema imune”, ressaltou.

Outros estudos, perspectivas e avanços da Medicina foram apresentados por Mayana, que explicou também que as doenças genéticas atingem 3% das crianças nascidas de pais normais, são responsáveis por 50% das mortes no primeiro ano de vida e por um terço das internações em hospitais pediátricos. “Quanto mais são resolvidas as doenças infecciosas maior fica a importância relativa das doenças genéticas”, disse. “Doença genética não é sinônimo de doença hereditária”, completa.

Por fim, entre as principais revoluções da Medicina nos últimos 30 anos, a professora destacou o Projeto Genoma Humano, a clonagem da ovelha Dolly, as células-tronco e a edição de genes.

Vestibular de Medicina 2020

As inscrições para o Vestibular de Medicina 2020 UniMAX estão abertas e os interessados podem se inscrever pelo site https://www.vunesp.com.br/ até dia 11 de setembro. A organização, inscrição, aplicação e correção das provas da 1ª fase do processo seletivo serão realizadas pela VUNESP (Fundação para o Vestibular da Universidade Estadual Paulista – Julio de Mesquita Filho).

Texto: Tatiane Dias – (MTB 67029)