Projetos e ações sociais da MAX chegam a mais de 140 mil pessoas

Projetos e ações sociais da MAX chegam a mais de 140 mil pessoas

Resumo das atividades desenvolvidas em 2016 estão disponíveis em Balanço Social Anual

A Faculdade Max Planck lançou no mês de março o Balanço Social Anual referente às atividades desenvolvidas no ano de 2016. O levantamento mostra que os projetos e ações da instituição tiveram impacto social na vida de 146.272 mil pessoas.

Os dados apresentados na publicação elaborada pela Instituição dão ênfase à responsabilidade social atrelada à qualidade da educação superior. Com o Balanço, a MAX demonstra sua missão, que vai além de contribuir para a formação dos alunos, proporcionando conhecimentos, conceitos, posturas e práticas.

“A responsabilidade social de uma instituição de ensino superior deve ser medida pelo seu compromisso na condução do exercício de suas funções institucionais – ensino, pesquisa e extensão – e no planejamento e gestão acadêmico-administrativos”, declara o professor Ricardo J. Tannus, diretor geral. “Para isso, é necessária a competência e a eficiência da comunidade acadêmica, a fim de contribuir para o desenvolvimento socioeconômico e cultural da região em que está inserida, com projetos que promovam a post-balançocidadania e a difusão de tecnologias sociais, trabalhando em temas que tenham impacto na melhoria da qualidade de vida da comunidade e que sejam particularmente ligados aos cursos e programas de educação superior ofertados, participando ativamente da formação integral do aluno, para além da formação acadêmica e profissional”, comenta.

O diretor acrescenta que nesse desenvolvimento estão inseridos todos os colaboradores, docentes e discentes em iniciativas institucionais como a concessão de incentivos financeiros, organização da estrutura física, gestão de pessoas, organização de comitês de ética, fluxos de comunicação interna e externa, além dos mais diversos programas acadêmicos.

“Reconhecidamente, as instituições de ensino FAJ e MAX mantêm constante dedicação e preocupação com o tema e vêm desenvolvendo programas, projetos e ações sociais de destaque na região, aproximando as atividades de ensino, pesquisa e extensão à comunidade interna e externa, com iniciativas nas áreas de gestão e negócios, engenharia, tecnologia, direito, saúde, veterinária, entre outras”, aponta o diretor geral.

De acordo com o professor Tannus, nesse caminho, as IES buscam divulgar e conscientizar as organizações da região sobre os benefícios da prática da responsabilidade social corporativa, envolvendo as instituições em programas sociais da comunidade, isoladamente ou em parceria com outras empresas privadas, coletivos sociais, instituições beneficentes e órgãos públicos.

O diretor geral informa ainda que a FAJ e a MAX planejam para o ano de 2017 diversas novas iniciativas sociais e culturais, além de muito trabalho de aprimoramento de sua atuação em pesquisas e parcerias intersetoriais.

RELATÓRIO

O objetivo, segundo o relatório, é oferecer aos estudantes da Faculdade uma base sólida de conhecimentos, conceitos, posturas e práticas profissionais, para que estejam capacitados a desenvolver suas habilidades e competências, visando o desenvolvimento de seus projetos de vida.

Nesse sentido, em 2016, foram envolvidos nas ações e projetos sociais alunos e docentes de todos os cursos da Instituição: Administração, Arquitetura e Urbanismo, Ciências Contábeis, Direito, Educação Física, Enfermagem, Engenharia Civil, Engenharia de Controle e Automação, Engenharia de Produção, Farmácia, Fisioterapia, Gastronomia, Logística, Marketing, Medicina Veterinária, Nutrição, Pedagogia e Recursos Humanos.

Segundo o professor José Carlos Pacheco Coimbra, diretor acadêmico, a articulação ensino, extensão e pesquisa é pressuposto norteador da atuação das Instituições de Ensino Faculdade de Jaguariúna – FAJ e MAX Planck, sendo base para que os processos educacionais nelas realizados visem à formação do cidadão e do profissional mais bem inserido na atual realidade de mundo.

“Dessa forma, teoria e prática constituem partes integrantes do esforço de docentes e discentes, no dia a dia da aprendizagem, que para ser efetiva, necessita de informação e de significado. A informação apenas conduz à erudição, sendo o significado da informação que dá sentido à mudança comportamental do homem, na sociedade na qual se insere. Já que a informação é mera teorização do saber existente, mas acompanhada de significado, orienta a maneira de ver a realidade. Assim, podemos dizer que são as atividades práticas que levam aquele que aprende a buscar sentido para sua aprendizagem e o exercício da prática conduz a pesquisa, às práticas investigativas e à busca da essência da natureza e da cultura”, destaca Prof. Coimbra.

BALANÇO SOCIAL

Para ter acesso ao Balanço Social 2016 da FAJ e da Max Planck basta clicar aqui. Além disso, as instituições recebem sugestões de iniciativas sociais. Os interessados em participar ou enviar sugestões podem encaminhar um e-mail para sociocultural.natalia@faj.br.

13/03/2017

 

ăn dặm kiểu NhậtResponsive WordPress Themenhà cấp 4 nông thônthời trang trẻ emgiày cao gótshop giày nữdownload wordpress pluginsmẫu biệt thự đẹpepichouseáo sơ mi nữhouse beautiful