Projeto Histórias para Inclusão do curso de Pedagogia completa quatro anos de atividades

Projeto Histórias para Inclusão do curso de Pedagogia completa quatro anos de atividades

Em parceria com a APAE Indaiatuba, ação social proporciona vivência prática a alunos

As manhãs de segunda-feira ganharam mais suavidade e um colorido especial para a dona de casa Cleide Granado Paixão. O Pedagogia2motivo é a alegria da neta Letícia, de sete anos, que agora se diverte ouvindo histórias infantis e produzindo desenhos enquanto espera para ser atendida na APAE Indaiatuba. “Ela adora participar e quando chega em casa pede para contarmos mais histórias. Sinto que ela ficou mais animada”, explica.

O Histórias para a Inclusão, projeto social do curso de Pedagogia, é o responsável pela animação de Cleide e sua neta, além de centenas de outras crianças atendidas pela instituição. A iniciativa completou quatro anos de existência em agosto de 2016 com resultados significativos. “É uma parceria excelente entre APAE e MAX, muito importante para o processo de reabilitação, pois serve como um pré-atendimento. Quando entram para o tratamento as crianças estão mais tranquilas e aproveitam melhor as sessões”, garante o coordenador ambulatorial da APAE, André Luiz Guimarães.

Pedagogia-3Cerca de 10 alunos de Pedagogia participam do projeto, com visitas semanais a APAE. Uma espécie de banca de jornal customizada foi montada no pátio da instituição para abrigar livros e gibis infantis. Os alunos ficam responsáveis por criar um ambiente lúdico, contando histórias e promovendo atividades criativas como desenho e pintura. “É muito gratificante participar do projeto, surpreendente mesmo. As crianças se abrem conosco, expõem suas limitações sem vergonha e interagem com outros pacientes. Dá pra sentir a evolução deles”, comenta o estudante Regis Camargo, do 4º semestre.

Daiane Cristina de Oliveira concorda com o aluno ao ver os avanços do filho de oito anos. “Agora eu leio pra ele todos os dias, vejo que ele usa a imaginação e fica mais concentrado”, diz. O coordenador da APAE também vê a mudança de hábitos como um ganho no tratamento. “Os pais criam a rotina de ler para os filhos, aumentando o vínculo”, diz.Pedagogia-4

Vale lembrar que o projeto Histórias para Inclusão tem como objetivo diminuir a ansiedade das crianças durante a espera pelo atendimento e motivação para os alunos ingressarem na área de educação especial. Além disso, contribui para melhorar o rendimento de algumas crianças nas sessões de terapias, além de estimular as mães para lerem e levarem livros da biblioteca para seus filhos. “Com esse projeto podemos desenvolver sensibilidades pedagógicas e educacionais nos alunos que trabalham com crianças com deficiências. Por meio da contação de histórias, fomentamos práticas que favoreçam a inclusão destas crianças no ambiente educacional”, explica a professora responsável pelo projeto, Sheila Salles.

Pedagogia-5

05/09/2016

 

 

ăn dặm kiểu NhậtResponsive WordPress Themenhà cấp 4 nông thônthời trang trẻ emgiày cao gótshop giày nữdownload wordpress pluginsmẫu biệt thự đẹpepichouseáo sơ mi nữhouse beautiful