Projeto Discutindo o Racismo no Brasil é tema Multidisciplinar na Max Planck

Projeto Discutindo o Racismo no Brasil é tema Multidisciplinar na Max Planck

Alunos de Pedagogia, Nutrição e Educação Física realizam atividades no Combate ao Racismo

O Projeto “Discutindo o Racismo no Brasil” está sendo realizado pelos cursos de Pedagogia, Educação Física e Nutrição, que buscará desenvolver atividades de classe e extraclasse em algumas disciplinas, para apresentar aos estudantes a importância do assunto na vida acadêmica e profissional.

As atividades estão associadas às disciplinas Tópicos Especiais e Relações Étnico Raciais, ministradas para a turma de 5º semestre de Pedagogia e da Optativa (História e Cultura Afro-brasileira e Indígena), da turma de 5º semestre de Nutrição, as quais respondem às prerrogativas de se debater assuntos relacionados à História e Cultura Afro-Brasileira e Africana, conforme determina a Lei 10.639/03 e as Diretrizes Curriculares Nacionais. Os alunos do 3º semestre de Educação Física também participam do projeto na disciplina de Bases Psicológicas em Educação Física.

Devido à importância do tema foi convidada para uma palestra a professora Joseni da Silva Cunha, graduada em Pedagogia pela Faculdade de Filosofia Ciências e Letras Nossa Senhora do Patrocínio, é especialista em Educação Ambiental pela União das Faculdades Paulistana Educacional e Cultural, é especialista em Psicopedagogia clínica e institucional com complementação para o Magistério superior pela Faculdade Internacional de Curitiba.

“Esse projeto é muito importante, pois vivemos em um país totalmente mascarado em relação ao racismo, onde 90% das pessoas dizem não ser racista, mas 92% conhecem ou já viram um ato racista, o que é  totalmente contraditório e percebemos como vivemos em um país onde tem uma guerra não declarada. Atividades simples, como a valorização da cultura negra, a introdução de obras literárias onde tenha negros, brinquedos com pessoas negras, onde o negro tenha sua identidade como forma valorizada pode gerar grandes mudanças. É importante também valorizar o dia da consciência negra, sempre mostrando as diferenças, mas não de forma negativa, como muitos professores e escolas fazem. Fazer com que os alunos negros e outros alunos se identifiquem com cultura Afra- brasileira uma cultura que faz parte de todos nós que vivemos no Brasil. Aprendendo assim que por mais que somos diferentes das outras pessoas isso não nos fazem nem melhor nem pior.  E devemos respeitar as diferenças”, afirma a aluna Nathalia dos S. Rocha.

O projeto que terá duração de um semestre traz importantes reflexões para os alunos através de atividades práticas. “O Projeto: Discutindo o Racismo no Brasil, que aborda a temática História e Cultura Afro-brasileira, buscará desenvolver atividades de classe e extraclasse em algumas disciplinas dos cursos de Pedagogia, Educação Física e Nutrição, entre as quais leitura de textos, debate com os alunos e convidados e, principalmente, a projeção do documentário “Menino 23” que dará  base à apresentação final dos alunos”, afirma a professora Ana Lúcia Ratti Brolo.

O documentário “Menino 23″, dirigido por Belisário França e lançado em 2016, retrata a pesquisa do professor e historiador Sydney Aguilar Filho que, em 1998, quando lecionava aula sobre o nazismo, foi surpreendido por uma menina afirmando que na fazenda de sua família havia uma suástica nos tijolos da casa. Achando isso suspeito, Aguiar vai a fundo à história e descobre que aquela fazenda, nos anos de 1940, havia sido palco de atividades envolvendo escravização de crianças negras e práticas Nazistas.

O professor Marcelo Alves Cerdan explica sobre o processo de desenvolvimento do projeto. “Após a apresentação do projeto aos alunos e início dos conteúdos abordados em aula, acontecerá à exibição do documentário que será projetado nas dependências da Faculdade Max Planck. No final do semestre os alunos apresentarão a releitura da obra baseado nos assuntos debatidos ao longo do projeto. O formato da apresentação será decidido após a exibição do documentário”.

A Faculdade Max Planck tem como objetivo e missão “Promover a educação socialmente responsável, com alto grau de qualidade, propiciando o desenvolvimento dos PROJETOS DE VIDA de seus alunos.” Dessa forma, aulas práticas que trazem reflexões sobre temas importantes para sociedade fazem parte da grade curricular dos alunos na instituição.

 

ăn dặm kiểu NhậtResponsive WordPress Themenhà cấp 4 nông thônthời trang trẻ emgiày cao gótshop giày nữdownload wordpress pluginsmẫu biệt thự đẹpepichouseáo sơ mi nữhouse beautiful