Primeiro laboratório do Brasil com jogo LEAN BOARD GAME® e software de simulação 3D integrados é inaugurado

Primeiro laboratório do Brasil com jogo LEAN BOARD GAME® e software de simulação 3D integrados é inaugurado

Pioneira na proposta, Max Planck aposta na qualificação do seu alunado com foco no mercado de trabalho

Por Kassiana Bonissoni/Giovana Nava

 

Primeira faculdade do país a investir na integração das ferramentas jogo empresarial e software de simulação 3D a Faculdade Max Planck, em Indaiatuba (SP), inaugurou, na noite desta quarta-feira, 21, o laboratório Lean Manufacturing. O evento aconteceu durante a Semana da 2° Mostra de Trabalhos das Engenharias.

Primeiro laboratório acadêmico com a configuração Lean Board/FlexSim, o Lean Manufacturing  é a junção do jogo LEAN BOARD GAME® e o software de simulação 3D, e que visa proporcionar aos alunos da instituição uma formação mais próxima da realidade a que, por exemplo, um profissional de Engenharia, Logística ou Administração enfrenta no mercado de trabalho, permitindo que os estudantes aprendam, de uma forma lúdica e inovadora, participando de simulações de situações vivenciadas dentro de uma corporação. “Além de visualizar na prática, essa junção permite também trabalhar com modelos que proporcionam exercitar o acadêmico por meio de ferramentas e coloca o aluno em contato direto com a prática de forma prática, ou seja, não é o que ensinar, mas sim a forma como ensinar que vai tornar nosso aluno diferenciado no mercado de trabalho. Essa é a filosofia da instituição, embasada na proposta pedagógica de metodologias ativas”, explica o coordenador do curso de Engenharia de Automação e Controle, Marcone Medina.

O projeto todo começou, conforme relata o idealizador do laboratório, professor Norberto Neto, com a necessidade dos cursos de Engenharia de Produção de ter acesso a prática efetiva do que é repassado a respeito de teorias de técnicas modernas que aumentam a produtividade e a eficiência nas empresas, evitando o desperdício, e que são repassadas em sala de aula, como, por exemplo, os sistemas de Black BeltGreen Belt, Yellow Belt, Toyota Production System, entre outros. “Essas práticas já são conhecidas no mercado, e no laboratório o aluno poderá vivenciá-las com programas e por meio de sorteios de cartas de simulações do que pode acontecer dentro de uma empresa na vida real. Por exemplo, caiu o telhado da empresa, e agora, o que fazer? Então os alunos, divididos em grupos competem, buscando hipóteses para nesse caso reconstruir, considerando todas as etapas, desde a aquisição de máquinas e materiais, a montagem de layout, o cálculo de indicadores de desempenho, a identificação dos desperdícios e a elaboração de planos de melhoria”, aponta o docente.

A iniciativa foi vista de forma muito positiva por diretores de empresas da Região Metropolitana de Campinas (RMC) que estiveram no campus para conhecer o laboratório em primeira mão. “A Faculdade Max Planck ajudará as empresas, pois o novo profissional chegará preparado. Até então isso não existia nas faculdades, fazendo com que gastássemos dinheiro e tempo para treinar as pessoas. A Faculdade demonstra que investir em educação ainda é um bom negócio, disponibilizando capital e espaço para preparar e adequar o currículo do aluno à necessidade das empresas”, ressalta o gerente de Produção da Mann+Hummel, Vinicius Feresin.

A utilização do software de simulação em 3D permitirá aos acadêmicos visualizar os resultados de suas decisões porque verão a empresa funcionando, obtendo um relatório de todo o andamento dos processos da corporação, identificando gargalos, ociosidades, sobrecargas e filas. “O laboratório traz uma aproximação do estudante com a vida real da indústria. A utilização de práticas de empresas ainda na graduação é algo que falta no Brasil, então essa inovação permite uma aproximação maior do estudante com a realidade do dia a dia da indústria, e também é uma porta de abertura para o vínculo entre empresa e instituição”, ressalta o gerente de Logística da Bosch, Francisco Pereira Neto.

Além disso, de acordo com o diretor da Faculdade Max Planck, professor Hector Escobar, existe uma grande dificuldade em formar profissionais habilitados à implementação destas técnicas, e aí entra o compromisso da Faculdade – que tem como premissa que seus acadêmicos vivenciem diariamente a prática – em preparar este aluno e habilitá-lo para tornarem-se profissionais qualificados e disputados no mercado de trabalho.

O Lean, que é a metodologia do game utilizado no laboratório, identifica os desperdícios nas empresas e as ajuda a reduzirem seus custos, tempos de ciclo e atividades desnecessárias que não agregam valor, tornando-se assim mais competitiva e ágil. O laboratório tem parceria da FlexSim, empresa de simuladores e do Grupo Engenho de consultoria em negócios, responsável pelo jogo empresarial.

CRÉDITO FOTOS ELIANDRO FIGUEIRA

ăn dặm kiểu NhậtResponsive WordPress Themenhà cấp 4 nông thônthời trang trẻ emgiày cao gótshop giày nữdownload wordpress pluginsmẫu biệt thự đẹpepichouseáo sơ mi nữhouse beautiful