Parceria entre Max Planck e Projeto BASE reúne ações multidisciplinares

Parceria entre Max Planck e Projeto BASE reúne ações multidisciplinares

Além de duas bolsas integrais, programa viabilizará ações em cinco diferentes cursos
Por Samanta De Martino

 

Com base em sua filosofia de promover a educação socialmente responsável, a Faculdade Max Planck abraçou o Projeto BASE (Beisebol em Apoio ao Sistema de Ensino), que tem como principal objetivo utilizar a prática do beisebol como ferramenta educacional para o desenvolvimento social e da cidadania. Além de financiar integralmente duas bolsas de estudos para técnicos do Projeto cursarem a graduação em Educação Física, a Max Planck ainda promoverá ações multidisciplinares, reunindo cinco diferentes cursos: Gastronomia, Pedagogia, Nutrição, Fisioterapia e Educação Física.

 

De acordo com o diretor de Unidade, professor Hector Escobar, visando contribuir, do ponto de vista técnico e acadêmico, com a participação de alunos e professores, no acompanhamento das atividades do Projeto Base, serão desenvolvidas ações específicas, envolvendo os cinco cursos. A Pedagogia dará apoio no processo de ensino e aprendizagem na abordagem de crianças e adolescentes; os cursos de Nutrição e Gastronomia farão avaliação nutricional e cardápio para as principais refeições; enquanto a Fisioterapia trabalhará a orientação postural e reabilitação, além da prevenção de lesões e seu tratamento, e o curso de Educação Física apoiará no processo de ensino e aprendizagem durante treinamento, preparação e avaliação física, e cuidará da avaliação fisiológica.

 

O lançamento oficial do projeto e o anúncio da parceria aconteceram durante o jantar de apoio, realizado na segunda-feira, 1º de junho, no Espaço K Shows e Eventos. Na ocasião estiveram presentes, representando a Faculdade Max Planck, o diretor de unidade, professor Hector Escobar, o gestor institucional, professor Heleno Luiz, e a gestora de Marketing, Tatiana Nunes Oliveira. A Max Planck tem como política institucional, em seu projeto educacional, apoiar e desenvolver projetos que colaborem com o desenvolvimento social da comunidade e também proporcionar aos seus alunos atividades que contemplem aspectos humanísticos para que estejam preparados para contribuir com o desenvolvimento profissional e ético”, ressalta o gestor institucional, professor Heleno Luiz.

 

Também estiveram presentes ao evento o prefeito de Indaiatuba, Reinaldo Nogueira, associados da ACENBI (Associação Cultural, Esportiva Nipo-Brasileira de Indaiatuba), autoridades municipais, representantes de empresas e de entidades parceiras e simpatizantes do esporte.

 

Projeto BASE

O embrião do Projeto BASE nasceu com a realização da 1ª Clínica Internacional de Beisebol de Indaiatuba, realizada em fevereiro desse ano. Durante 10 dias, renomados instrutores da Major League Baseball (MLB) ministraram treinamento para professores de Educação Física da rede municipal, além de atletas e técnicos de equipes de beisebol. Ainda no mês de fevereiro o projeto foi implantado na primeira escola, o complexo Educacional Profª Laura Fahl Correa, localizada no Parque das Nações, com apoio da ACENBI. Na sequência aderiram também à iniciativa a EMEB Profª Maria José Ambiel Marachini, do Jardim Paulista, e EMEB Profª Renata Guimarães Brandão Anadão, localizada no Jardim Morumbi. Atualmente Cerca de 1.250 alunos, de três EMEBs de tempo integral, são beneficiados com o programa.

 

Idealizado pelo vereador Massao Kanesaki (DEM) em parceria com a ACENBI, Prefeitura de Indaiatuba, Confederação Brasileira de Beisebol e Softbol (CBBS), Consulado dos Estados Unidos em São Paulo e a MLB, dos Estados Unidos, o Projeto BASE será, inicialmente, voltado para alunos de 6 a 11 anos de idade, das EMEBs (Escola Municipal de Ensino Básico) de tempo integral do município, mas deve, futuramente, incluir a participação de todas as escolas municipais.

 

FESTIVAL

Dentro das atividades do Projeto, foi realizado, no dia 30 de maio, o 1º Festival Municipal de Beisebol de Indaiatuba, no Complexo Educacional Profª Laura Fahl Corrêa, no Parque das Nações, com a participação de cinco equipes escolares constituídas nas três EMEBs e uma equipe convidada da ACENBI. Durante o evento foram apresentados o uniforme oficial do Projeto e o técnico de beisebol da MLB, Sixto de Jesus Martinez, da República Dominicana, recém-chegado ao Brasil, que passou a coordenar as aulas nas escolas, ao lado do professor Bernardo Peñalver (Cuba), que atua desde sua implantação.

A próxima competição dos alunos do Projeto BASE está marcada para os dias 20 e 21 de junho, e trata-se do Torneio Massaharo Kanesaki de Beisebol, promovido anualmente pela ACENBI em sua sede de campo.

 

12/06/2015

Parceria entre Max Planck e Projeto BASE reúne ações multidisciplinares

ăn dặm kiểu NhậtResponsive WordPress Themenhà cấp 4 nông thônthời trang trẻ emgiày cao gótshop giày nữdownload wordpress pluginsmẫu biệt thự đẹpepichouseáo sơ mi nữhouse beautiful