Parceria com CIASPE viabiliza projeto social com curso de Educação Física

Parceria com CIASPE viabiliza projeto social com curso de Educação Física

Iniciativa inclui aulas três vezes por semana às pessoas atendidas pela instituição

Inserção no mercado de trabalho por meio da participação em projetos sociais é um dos diferenciais do curso de Educação Física ciaspe-2da MAX. E nesse sentido as parcerias com instituições beneficentes são fundamentais para a execução de atividades práticas dos alunos, além de contribuir para uma formação com visão humanista. Um dos projetos em andamento é com o Centro de Inclusão e Assistência às Pessoas com Necessidades Especiais – Ciaspe de Indaiatuba, que encerra o ano de 2016 com resultados muito positivos.

Para a presidente do Centro, Edvane Ferreira Lopes, a parceria com a Faculdade Max Planck auxiliar a atingirem os objetivos. “O nosso trabalho é focado na inclusão, e para isso contamos com muito apoio da sociedade. Essas pessoas que contribuem nós chamamos de amigos. Sem esses amigos nada seria possível”, afirma.

Fundado por um grupo de pais de crianças e adolescentes especiais e por voluntários, o Ciaspe é uma organização não ciaspe-3 governamental, filantrópica, sem fins lucrativos. Atende cerca de  90 usuários, de recém-nascidos a adultos. O projeto realizado pela  MAX inclui atividades físicas três vezes por semana em dois turnos,  manhã e tarde. As aulas abrangem alongamento, aquecimento e  práticas de basquete, atletismo, vôlei e futebol.

“Nós priorizamos a iniciação esportiva com os respectivos  fundamentos de cada modalidade. Além disso, programamos  também atividades lúdicas com atenção aos aspectos cognitivos  que são fundamentais para eles, como percepção, atenção,  raciocínio, imaginação, concentração, além de equilíbrio emocional  e físico. As habilidades motoras também são levadas em conta,  como coordenação motora”, comenta a aula do 4º semestre, Vanessa Guitte, que atua no projeto desde maio.

Formada em Psicologia, Vanessa resolveu ser voluntária por ter interesse em educação especial e pelo estágio realizado com autistas e portadores da Síndrome de Down. “Quem sabe esse é um caminho para eu seguir? A participação nesse projeto me despertou a ideia de me especializar na área”, disse a aluna.

Para a aluna, a parceria com o Ciaspe está contribuindo de forma significativa para sua formação profissional e pessoal. “Está sendo muito gratificante, os alunos são muito receptivos. As limitações deles me fazem pesquisar, pensar e querer ser uma pessoa melhor para ajudar no desenvolvimento deles. Eu preciso me reinventar a todo o momento e isso é excelente”, garante Vanessa.

A atuação da aluna tem sido elogiada pelo Ciaspe. “Ela é muito atenciosa e carinhosa, porém tem pulso firme para conduzir as atividades e com isso conquistou o respeito deles. Todos gostam muito dela e estamos muito satisfeitos”, diz Edvane.

Em 2017, a parceria entre Ciaspe e MAX deve ser ampliada. “Nosso curso é formatado para promover esse tipo de atividade aos alunos, que une a prática a um trabalho social importante. E para nós, docentes, é muito prazeroso quando vemos os alunos inseridos dessa forma tão positiva”, finaliza o coordenador do curso de Educação Física, professor Pedro Luiz Bulgarelli.

22/12/2016

Fotos: Claudia Shirano – Faculdade Max Planck