O valor $$$ do conhecimento: mais estudo = maior ganho

Pesquisas recentes de instituições bem sérias demonstram relativas obviedades do mercado de trabalho: a cada ano de estudo a mais, as pessoas podem ganhar consideravelmente mais

 

 

 

 

Segundo o dicionário Aurélio: Conhecimento é o ato ou efeito de conhecer, informação ou noção adquirida pelo estudo ou pelas experiências… O assunto muito discutido por vários filósofos é amplo e levaria páginas para descrever tudo o que já foi falado sobre ele.

 

Quem detém o conhecimento é admirado, reconhecido e valorizado.

 

Podemos falar do conhecimento de várias formas em várias áreas, mas aqui vamos tratar do conhecimento adquirido em sala de aula.

 

É comprovado através de pesquisas que quanto mais a pessoa estuda, maior é a média salarial. Pesquisa realizada pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico – OCDE revela que a educação em nível superior garante aumento de 100% nos salários.

 

Esta pesquisa foi divulgada em outubro de 2009, e pode conferida no site do Instituto Nacional de Pesquisas Educacionais – INEP. O OCDE é responsável pela construção de indicadores educacionais comparáveis internacionalmente, bem como pela elaboração de estudos técnicos, pesquisas e levantamentos para análise das dimensões da constituição de indicadores.

 

Participaram deste estudo os membros da OCDE e aqueles associados à organização, num grupo que inclui Brasil, Alemanha, Austrália, Bélgica, Canadá, Coréia do Sul, Dinamarca, Espanha, Estados Unidos, Finlândia, França, Japão, Chile e México.

 

Outra pesquisa, divulgada pela Fundação Getulio Vargas – FGV em outubro de 2008, demonstra que a cada ano a mais de estudo a pessoa tem um ganho de 15% no salário. O estudo apontou que a média salarial de um analfabeto é de R$ 392,14, enquanto a de um pós-graduado é de R$ 3.469,40. A pesquisa apontou ainda que, os jovens que completaram apenas o ensino médio têm a maior jornada semanal, com 41,35 horas, a de um pós graduado é de 39,13 horas.

 

Quem não detém o conhecimento acaba ficando as margens de uma sociedade que cada vez mais, exige aumento do grau de escolaridade. O Brasil  possui cerca de 16 milhões de analfabetos funcionais, conceito que define as pessoas com menos de 4 anos de  estudo, e esta taxa de analfabetismo está diretamente relacionada à renda familiar, segundo os dados apresentados pelo “Mapa do Analfabetismo “, indicadores reunidos pelo INEP, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE e Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento – PNUD, que traz informações de todos os municípios brasileiros.

 

Este mapa mostra que nos domicílios que possuem renda superior a 10 salários mínimos, o índice é de apenas 1,4% de analfabetos, enquanto nas famílias que possuem renda inferior a um salário mínimo o índice alcança 29%.

 

Fazendo um levantamento nas empresas de Recursos Humanos, um profissional com nível escolar médio, recebe mensalmente um salário que varia de R$ 400,00 a R$ 800,00, enquanto que o uma pessoa recém formada em veterinária, por exemplo, pode ganhar até R$ 4.000,00. Outra, recém formada em Analise de Sistemas, pode ter um salário de R$ 2.000,00. Depois de alguns anos  e de pós graduação os salários podem triplicar.

 

 

Profissões melhor remuneradas

Segundo recente pesquisa realizada pela Fundação Getúlio Vargas – FGV, os Administradores ocupam o segundo lugar entre as profissões melhor remuneradas do Brasil. No levantamento “Você no mercado de trabalho”, os Administradores só ficam atrás dos médicos em termos salariais.

A estatística da FGV aponta que o piso salarial da área hoje é de R$ 2.500,00 e o salário médio de R$ 4.687,70. A profissão campeã no levantamento, a Medicina, tem piso de R$ 7 mil e salário médio de R$ 7.841,36. O estudo foi subsidiado com informações da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios de 2007 – PNAD. Confira aí embaixo o ranking completo das profissões mais bem remuneradas.

1 – Médicos –  Salário médio: R$ 7.841,36

2 – Administradores e diretores – Salário médio: R$ 4.687,70

3 – Engenheiros – Salário médio: R$ 4.464,48

4 – Analistas econômicos – Salário médio: R$ 4.085,34

5 – Técnicos e fiscais de tributação – Salário médio: R$ 3.861,00

6 – Advogados e juízes – Salário médio: R$ 3.810,53

7 – Agrônomos – Salário médio: R$ 3.655,73

8 – Analistas de sistemas – Salário médio: R$ 3.550,09

9 – Cirurgiões-dentistas – Salário médio: R$ 3.493,19

10 – Arquitetos – Salário médio: R$ 3.468,20

 

 

 

 

VESTIBULAR MAX PLANCK 2011

A Faculdade Max Planck, em grande processo de expansão, oferece vagas para 20 cursos nas áreas de Negócios, Direito, Educação, Saúde e Tecnologia, entre outros.

 

Vestibular acontece dia 24 de outubro, às 9.30 horas, na unidade 2 da faculdade  – Av. 9 de Dezembro, 460 – Jardim Leonor – Indaiatuba – Tel. 19 3885 9900.

 

 

Graduação em 4 ou 5 anos

Administração, Ciências Contábeis, Direito, Educação Física* (Bacharelado e Licenciatura), Engenharia de Controle e Automação*, Enfermagem*, Engenharia de Produção*, Medicina Veterinária*, Nutrição*, Pedagogia, Relações Internacionais e Sistemas de Informação

 

Graduação em 3 anos

Letras

 

Graduação em 2,5 anos

Redes de Computadores

 

Graduação em 2 anos

Comércio Exterior, Finanças, Gestão Ambiental*, Logística*, Marketing e Recursos Humanos

 

 

MAIS INFORMAÇÕES

Verifique “Graduação”, neste site.

Unidade 1 -  Tel. 19 3801 8940 – Rua Rêmulo Zoppi, 434 – Vila Georgina – Indaiatuba

Unidade 2 – Tel. 19 3885 9900 – Av. 9 de Dezembro, 460 – Jardim Leonor – Indaiatuba

Processo Seletivo: processoseletivo@facmaxplanck.edu.br

 

 

 

 

 

 

POR: VAGNER COUTO

ăn dặm kiểu NhậtResponsive WordPress Themenhà cấp 4 nông thônthời trang trẻ emgiày cao gótshop giày nữdownload wordpress pluginsmẫu biệt thự đẹpepichouseáo sơ mi nữhouse beautiful