Medicina Veterinária mantém atendimentos de Zooterapia

Medicina Veterinária mantém atendimentos de Zooterapia

Iniciativa existe desde 2015 em parceria com a APAE Indaiatuba

Estão acontecendo semanalmente os atendimentos do projeto social Zooterapia – Terapia Assistida por Animais (TAA), desenvolvido pelo curso de Medicina Veterinária da Faculdade Max Planck. A iniciativa acontece desde 2015 em parceria com a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE) de Indaiatuba.  O objetivo é proporcionar aos alunos da graduação o contato com terapias inovadoras que envolvam o relacionamento altamente positivo e saudável entre animais e seres humanos, além de contribuir no tratamento dos usuários assistidos pela instituição social.

“A TAA é uma prática com critérios específicos onde o animal é a parte principal do tratamento, objetivando promover a melhora social, emocional e física de pacientes envolvidos. Além disso, pode servir como auxílio no tratamento de diversas patologias, como síndromes genéticas, hiperatividade, paralisia cerebral, entre outras de causas neurológicas”, explica aDSC_0225 coordenadora de Medicina Veterinária, professora Maria Fernanda Vianna Marvulo.

 

De acordo com a professora, a utilização de animais no auxílio do tratamento de diversas patologias têm apontado resultados positivos, estimulando e observando a interação dos pacientes com os animais. Para isso, são utilizados animais adaptados, como cães, calopsita, coelho mini-lop, jabuti, peixe-beta, periquito-verde, porquinho-da-índia e tartaruga-de-orelha-vermelha.

Alunos de vários semestres de Medicina Veterinária participam diretamente, levando animais-terapeutas para as sessões e permitindo o contato direto do usuário com o animal escolhido por ele. A interação e a resposta do usuário também são avaliadas. O atendimento é realizado semanalmente, para os usuários do ambulatório e/ou para os alunos da Escola de Educação Especial da APAE.

“Cada sessão tem duração de uma hora e 30 minutos, e conta com a participação de animais-terapeutas, acompanhados por docente e estudantes da MAX, além de profissionais da APAE. Os animais-terapeutas são de diversas espécies, devidamente treinados e com atestado de saúde”, comenta a coordenadora do curso.

O projeto está relacionado às disciplinas Etologia e Bem Estar Animal, Introdução à Medicina Veterinária, Comunicação e Relacionamento Interpessoal e Ciências Humanas e Sociais. Em 2016, cerca de 20 alunos participaram do projeto, realizando atendimento a 100 usuários/alunos.

Vale lembrar que além de contribuir para a formação dos alunos, proporcionando conhecimentos, conceitos, posturas e práticas, a Faculdade Max Planck dá ênfase à responsabilidade social atrelada à qualidade da educação superior.

12/06/2017

ăn dặm kiểu NhậtResponsive WordPress Themenhà cấp 4 nông thônthời trang trẻ emgiày cao gótshop giày nữdownload wordpress pluginsmẫu biệt thự đẹpepichouseáo sơ mi nữhouse beautiful