Grupo Polis lança portal com foco no mercado de trabalho

Núcleo de Carreiras visa aproximar universitários de empresas da região
Por Amauri da Rocha/Samanta De Martino

Com uma palestra do filósofo, escritor e educador Mário Sérgio Cortella, o grupo Polis Educacional, que engloba a Faculdade Max Planck (Indaiatuba) e Faculdade de Jaguariúna (FAJ) lançou, oficialmente, na quarta-feira, 26, o Núcleo de Carreiras (NUCA), um portal informatizado, criado para possibilitar aos alunos de graduação e pós-graduação das duas instituições exporem seus currículos, e ao mesmo tempo permitindo que empresas conveniadas também tenham a oportunidade de informar suas vagas, além de avaliarem as competências e habilidades dos candidatos.

Para uma plateia formada por representantes de inúmeras empresas da região, que ocuparam completamente as instalações do anfiteatro do Campus II da FAJ, foram apresentados, em primeira mão, detalhes do projeto. “Essa integração, a partir do portal, vai ser muito mais rápida, dinâmica e melhor organizada, porque a empresa vai poder conhecer o perfil do aluno e fazer uma pré-seleção, e isso vai ajudá-la a economizar tempo”, explicou o professor José Carlos Pacheco Coimbra, diretor acadêmico corporativo do Grupo Polis. “Numa etapa futura, esperamos que estas empresas, conhecendo melhor os nossos alunos, possam nos ajudar a reavaliar os projetos pedagógicos dos cursos de acordo com o que o mercado necessita. Portanto, esta aproximação vai gerar outras etapas para a preparação da mão de obra da nossa região”, acrescentou.

A professora Márcia Lima Bortoletto, gestora de Projetos Institucionais do grupo, explica que a ideia foi criar uma ferramenta que facilitasse a formação do currículo dos alunos de forma ágil, moderna e eficiente. “Com o Núcleo de Carreira criamos palavras-chave e, a partir do cruzamento das informações do aluno e da empresa, eles se buscam automaticamente”, informa.

O NUCA, que estará no ar nas próximas semanas, já é visto como uma iniciativa eficiente no meio empresarial. “A nova ferramenta vai ajudar muito os jovens e, principalmente, as empresas a procurarem os melhores profissionais. Usando uma tecnologia móvel, de qualquer lugar será possível ver as vagas, a disponibilidade das pessoas e, com isso, será possível selecionar os profissionais sem sair da empresa”, comentou o empresário João Rodrigues dos Santos, proprietário da JRS Computação, de Jaguariúna, empresa bicampeã do prêmio MPE Brasil na categoria Tecnologia da Informação.

Santos, que também é diretor da Associação Comercial de Jaguariúna, integrou a primeira turma de formandos do curso de Administração de Empresas da FAJ. “Além de mim, dos 17 funcionários da nossa empresa, 15 fizeram FAJ, e no momento temos dois em graduação e outros dois em pós-graduação na instituição”, comentou.

A FAJ preparou um receptivo especial para o evento, mas sem deixar de lado a essência prática da instituição. Os responsáveis por preparar e servir todos os quitutes oferecidos aos presentes na entrada do anfiteatro foram os alunos do segundo semestre de Gastronomia.

 

LIDERANÇA

Mário Sérgio Cortella apresenta palestra em lançamento do NUCA

O filósofo, escritor e educador paranaense Mário Sérgio Cortella, 60 anos, expôs, durante cerca de uma hora, na noite de lançamento do Núcleo de Carreiras (NUCA), seus pensamentos, experiências de vida e conhecimentos adquiridos ao longo de sua vida, tendo como mote a liderança.

Em sua palestra, que preferiu chamar de ‘aula expositiva’, Cortella explicou para a plateia que lotou o anfiteatro do Campus II da FAJ, quais são as principais virtudes de um líder. “Cada uma delas exigirá do líder coragem, paciência e humildade”, resumiu, para na sequência explicar os preceitos que permeiam os desafios de liderar.

Mário Sérgio Cortella ressaltou as competências exigidas de um líder. Abrir a mente, segundo ele, significa que, em um mundo de mudança veloz, não é possível liderar com a cabeça do passado. É preciso perceber as mudanças e ser flexível para poder melhorar sempre.

Ainda segundo Cortella, elevar a equipe significa não usar as pessoas para crescer e depois descartá-las ou deixar de repartir a glória. “O líder é aquele que faz com que todos aqueles que estejam ligados a ele também cresçam”, salienta.

O educador ainda enfatizou que liderar não é um dom, mas, sim, uma virtude. “Gravem isso: qualquer um pode liderar alguma coisa, embora ninguém seja capaz de liderar qualquer coisa. Liderança é circunstancial, não adianta saber cantar se não tiver a oportunidade de fazê-lo”, definiu.

Mário Sérgio Cortella é graduado em Filosofia, e mestre e doutor em Educação. É o criador da série de livros O que a vida me ensinou e escreveu vários outros títulos, muitos dos quais foram por ele autografados para o público presente ao realizado na última quarta-feira.

ăn dặm kiểu NhậtResponsive WordPress Themenhà cấp 4 nông thônthời trang trẻ emgiày cao gótshop giày nữdownload wordpress pluginsmẫu biệt thự đẹpepichouseáo sơ mi nữhouse beautiful