GESTORA TRAZ TRATAMENTO INOVADOR DA CHINA PARA INTERCLÍNICAS DA UNIMAX

GESTORA TRAZ TRATAMENTO INOVADOR DA CHINA PARA INTERCLÍNICAS DA UNIMAX

Técnicas modernas da acupuntura chinesa já estão sendo aplicadas pela enfermeira, Cândida Acácia Barroca, aos seus pacientes  

   Com apoio da UniMAX – Centro Universitário Max Planck, a gestora da Interclínicas, Cândida Acácia Barroca, passou três semanas na China fazendo uma especialização em acupuntura na Universidade China Beijing Acupuncture Training Center. Do país, ela trouxe técnicas modernas de acupuntura, que já estão sendo aplicadas em seus pacientes. Entre as novidades está o método Catgut, que consiste na inserção de um fio no ponto de ação e que é absorvido pelo corpo entre 10 e 15 dias. O tratamento é indicado, principalmente, para pacientes com dores crônicas ou que não têm disponibilidade para sessões constantes.

A ação do Catgut é a mesma da agulha, porém surte resultado mais rápido e de forma prolongada. É considerada uma técnica minimamente invasiva de acupuntura e é resultado de pesquisas recentes na China. No Brasil ainda é novidade e praticado por pouquíssimos profissionais da área. “O atendimento ocidental é mais brando, porque temos medo da dor, de agulha, de ficarmos manchados. Isso é cultural, mas retarda um pouco o resultado do tratamento. Surte efeito, mas de forma mais lenta. Na China, os atendimentos podem deixam marcas temporárias, como os da ventosa, por exemplo”, revela a enfermeira obstetra formada pelo Hospital Albert Einstein e que possui especialização em acupuntura. “Estas marcas se tornaram popular quando o nadador americano Michael Phelps as exibiu em uma competição”, completa.

Durante o curso, a profissional também teve a oportunidade de aprender, com renomados mestres, técnicas de acupuntura e moxabustão; diagnóstico de língua e pulso; tipos de síndromes; insônia e depressão; estética e tratamento de tumores; tratamento de acne e eczema; ciclo menstrual e síndrome de menopausa; diabetes e obesidade; dieta de medicina chinesa; cefaleia, lombalgia e ciatalgia.

Cândida conta que sempre oferece duas opções de tratamento aos seus pacientes, o mais brando (ocidental) e mais radical (oriental). “O curioso é que, entre meus pacientes, ninguém quis a branda. Meu marido, Marco Barroca, que é diretor administrativo do HAOC, e eu, nos submetemos ao catgut lá na China, tivemos a tranquilidade para trazer a técnica para o Brasil e nos tornamos os únicos acupunturistas da região que trabalham com essa técnica”, explica.

Além de aplicar os novos conhecimentos nos atendimentos a seus pacientes, Cândida, que também é professora do curso de Enfermagem da UniMAX, compartilha as inovações com seus alunos em sala de aula e possibilita a eles acompanharem as sessões, que trazem o que há de mais moderno e atual em acupuntura. “Eu trago os estudantes que têm interesse em participar dos nossos atendimentos como as sessões de acupuntura, consultoria de aleitamento materno, consultas de pré-natal, enfim todos os serviços que ofereço aqui, nossos alunos podem acompanhar, sempre que quiserem. Basta solicitar ao coordenador do curso e nós agendamos”, ressalta.

A partir do exemplo de Cândida, os alunos têm a oportunidade de expandir a visão sobre a atuação do enfermeiro. “A enfermagem não é só assistência hospitalar e posto de saúde. Você consegue ser um profissional liberal e trabalhar o empreendedorismo. Temos um vasto leque de opções. Todo esse investimento que a UniMAX faz em mim é para mostrar ao aluno que temos como inovar. Esse é o diferencial do Centro Universitário Max Planck”, destaca.

A busca pelo conhecimento é uma constante na vida da profissional. Em 2016, também com apoio da UniMAX, a gestora da Interclínicas esteve em Londres, por quatro meses, para realizar um curso de extensão em atendimento humanizado e holístico para mulheres em período perinatal (gestação, trabalho de parto, parto e pós-parto) no Centro de Parto Ativo Janet Balaskas, a precursora do movimento no mundo.

E ela não para, Cândida já está inscrita num curso de especialização em homeopatia, que deve cursar nos próximos meses e trazer novidades ao âmbito acadêmico. “As chamadas terapias ‘energéticas’ não são excludentes, pelo contrário, a associação de técnicas tem se mostrado muito benéfica, a exemplo que já praticamos hipnoterapia, Florais de Bach e acupuntura”, conclui.

VESTIBULAR 2019

Seguem abertas as inscrições para o Vestibular 2019 UniMAX – Centro Universitário Max Planck.  Mais informações: CLIQUE AQUI!

Telefone: (19) 3885-9900.

Texto: Tatiane Dias – (MTB 67029)

05/12/2018