Fisioterapia da MAX realiza parceria com liga feminina de Futsal

Fisioterapia da MAX realiza parceria com liga feminina de Futsal

Alunos acompanham partidas e atendimentos de lesões

Realizar parcerias que sejam úteis para realização de atividades práticas, além de fortalecer a formação humanista, é um compromisso de todos os cursos da MAX. É o caso da 7baa8f01-31aa-4a4d-8b46-05dda3712c09Fisioterapia, que celebra quase três meses da produtiva parceria com a AIFA – Associação Indaiatubana de futebol Amador. O acordo prevê o atendimento fisioterápico durante as partidas do campeonato de Futsal feminino.

“Na MAX nós temos o compromisso de oferecer 50% de aulas práticas desde o início do curso. Com isso, estamos sempre em busca de parcerias que viabilizem oportunidades de atividades práticas e permitam ao aluno colocar em prática os conceitos que aprendem em sala de aula. Então, essa parceria é muito bem-vinda, pois permite ao aluno acompanhar casos reais, que são tratados durante as partidas por professores do curso”, explica o coordenador do curso de Fisioterapia da Faculdade Max Planck, professor Antonio Carlos Ribeiro Eduardo.

Com a parceria, alunos de todos os semestres têm se revezado para acompanhar os jogos, que acontecem aos domingos no ginásio da Sol-Sol, em Indaiatuba. Entre outros conceitos, os estudantes conseguem vivenciar o atendimento esportivo considerando a fisioterapia desportiva, cinesiologia, eletro termo fototerapia e crioterapia.

“Os estudantes acompanham o atendimento imediato do fisioterapeuta de plantão, prestando atendimento imediato em caso de lesões e encaminhando o atleta para o serviço médico em caso de necessidade. Com isso, os alunos que participarem desse projeto conseguem ter uma vivência muito rica e real da área esportiva, que é um mercado de trabalho bastante promissor”, comenta o coordenador.

Segundo o aluno Douglas Klaitr, do 2º semestre, é uma oportunidade muito valiosa. “Nós acompanhamos o atendimento quando a atleta sofre alguma lesão durante o jogo e podemos verificar qual o procedimento do fisioterapeuta, desde o tratamento aplicado até o relacionamento com o paciente. E também ajuda muito para ampliarmos nossa visão de mercado de trabalho. Estou bastante satisfeito com o curso e essa parceria é um dos motivos”, diz.

Acompanhar os casos realísticos, para o estudante, é fundamental também para entender a pressão do dia a dia do profissional. “Teve o caso de uma atleta que torceu o tornozelo e precisava de cuidados específicos. Porém, como era uma jogadora muito estratégica, a técnica do time cobrou o fisioterapeuta para que o atendimento fosse rápido, para que ela voltasse logo à partida. E essa é uma situação que exige muita tranquilidade do profissional, para que faça o atendimento correto apesar da pressão”, afirma.

A parceria do curso de Fisioterapia com a AIFA não tem prazo para acabar e deve continuar em 2017.

21-11-2016

ăn dặm kiểu NhậtResponsive WordPress Themenhà cấp 4 nông thônthời trang trẻ emgiày cao gótshop giày nữdownload wordpress pluginsmẫu biệt thự đẹpepichouseáo sơ mi nữhouse beautiful