Feira de Hardware reúne projetos inovadores dos alunos das Engenharias

Feira de Hardware reúne projetos inovadores dos alunos das Engenharias

Ao todo, 35 projetos foram apresentados; alunos de RH ofereceram serviços de orientação

Um serviço pré-pago para controle do consumo de energia elétrica, o estacionamento que indica onde estão vagas livres e o sistema adequado para controle de enchente estão entre os projetos mais comentados da Feira de Hardware 2016, realizada pelos cursos de Engenharia Civil, de Controle e Automação e de Produção. A exposição aconteceu dia 30 no Centro de Convivência do Campus 1. Ao todo, 35 projetos foram apresentados, resultados do desafio proposto pela disciplina de Algoritmos e Lógica de Programação, sob a orientação dos professores Natan Medina e Giuliano Moura. “Os alunos superaram as expectativas. A metodologia foi aplicada à risca e os alunos cumpriram todas as metas estipuladas em cronograma. O que mais chamou a atenção foi o comprometimento, foco e vontade de aprender dos estudantes”, comenta o professor Natan.

Mais de 300 pessoas compareceram ao evento, entre alunos, professores, profissionais do mercado e familiares dos estudantes. Professor da Fundação Indaiatubana de Educação e Cultura (FIEC), Álvaro Roberto Rezende Júnior gostou dos temas abordados pelos alunos da MAX. “Minha surpresa foi ver ideias muito bem executadas por alunos do 1º semestre das Engenharias. É muito importante poder colocar os conceitos em prática logo no início do curso. E eu acho que os projetos estão bem próximos da nossa realidade, como esse de energia pré-paga. Uma ideia inovadora e bem oportuna”, comentou.

O projeto das alunas Graziele Ferraz e Juliana Santos confirma a tendência apontada pelo convidado. Elas criaram um sistema específico para regulagem de temperatura de geladeiras hospitalares, evitando o descarte de vacinas estragadas por conta de problemas com refrigeração. “Nós vimos uma reportagem na TV que mostrou vários lotes de vacinas sendo descartados porque a geladeira oscilou a temperatura. Nosso projeto tem a proposta de evitar esse problema”, explica Graziele. “No começo foi assustador, ficamos aterrorizadas por não saber nada. Mas com estímulo do professor fizemos pesquisas e gostamos do resultado”, diz Juliana.

Atento a todos os projetos, o motorista Jurandir Jacinto Avelar gostou de tudo o que viu. Mas um dos trabalhos, o Chuveiro Temporizado, chamou a atenção por um motivo especial: foi produzido pelo filho, Gabriel. “Eu achei a ideia dessa feira maravilhosa. Eu vi meu filho empolgado em realizar a tarefa. E ele quebrou a cabeça até ficar tudo certinho. Estou orgulhoso”, garantiu.

Patrícia e Kelvin Rinaldo também estavam sorrindo à toa durante a feira. Além de empolgados com tantos projetos curiosos, os pais de Isabella estavam satisfeitos com os resultados alcançados pela filha e o projeto Sistema de Exaustão Inteligente. “Esse desafio foi muito motivador para nossa filha. Ela trabalhou bastante, inclusive no feriado. Deu gosto de ver o empenho”, afirma a mãe.

O curso de RH também esteve representado no evento, com orientação de currículos e carreira, além de pesquisa de satisfação. “Tivemos 70 currículos recebidos e analisados. Foi uma experiência maravilhosa porque foi uma ótima chance de participar tanto da organização quanto do evento em si. Pude desenvolver vários pontos em relação ao curso que escolhi como carreira. Ter participado da Feira e poder ser útil é maravilhoso, me sinto cada vez mais gestora de RH”, declarou Karina Almeida.

A aluna fez questão de agradecer a coordenadora do curso, professora Carla Borges, pela oportunidade. “A Faculdade sempre oferece ao aluno oportunidade de por em prática aquilo que aprende em sala de aula. E a 6ª Feira de Engenharia da Max, com certeza, foi mais uma experiência maravilhosa. Tive a oportunidade de por em prática matérias como avaliação de desempenho, gestão do conhecimento, recrutamento e seleção, treinamento e desenvolvimento, entre outras, tudo em um só evento”, disse Karina.

Para desenvolver os projetos, os alunos precisaram obedecer alguns critérios estipulados pelos professores. Além de aplicabilidade, era fundamental observar o orçamento máximo de 400 reais para produzir os protótipos. E todos os grupos deveriam ser mesclados, ou seja, pelo menos um aluno de cada Engenharia na produção. No mínimo, cada projeto demandou 10 horas de atividades, desde planejamento, compra de insumos e produção do protótipo.

Os projetos expostos em 2015 e desenvolvidos por alunos de Engenharia de Produção, hoje no 3º semestre, também puderam ser conferidos durante a feira. “Por ser a 2ª participação, fico muito satisfeito com os resultados. Nossa ideia é que essa Feira tenha cada vez mais visibilidade para as empresas, que podem fazer boas parcerias com os projetos desenvolvidos aqui”, afirma o aluno do 3º ano de Engenharia de Produção, Fabio Maila, que participou da organização do evento.

PROJETOS DE HARDWARE LIVRE 2016

  • Alimentador automático de peixes
  • Ardubo
  • Chuveiro temporizado
  • Descarte de efluente
  • Escape Route
  • Estacionamento inteligente
  • Esteira rolante
  • Esteira rolante com contador de peças
  • Esteira seletora
  • Estufa
  • Estufa automatizada
  • Exaustão automatizada
  • Exaustor para solda ponto
  • Geladeira hospitalar com sensor de temperatura
  • Grua pneumática e carrinho seguidor de trilha
  • Guindaste separador de peças
  • Janela inteligente
  • Lava Jato
  • Ponte automatizada
  • Prepaid Energy System
  • Semáforo inteligente
  • Simulador de luz (lâmpada)
  • Sistema de controle de iluminação
  • Sistema de detecção de embalagens não conformes
  • Sistema de exaustão inteligente
  • Sistema de irrigação automatizado
  • Sistema de transferência de líquido controlado
  • Smart Shower
  • Testador de pilhas

ăn dặm kiểu NhậtResponsive WordPress Themenhà cấp 4 nông thônthời trang trẻ emgiày cao gótshop giày nữdownload wordpress pluginsmẫu biệt thự đẹpepichouseáo sơ mi nữhouse beautiful