FARMÁCIA – O que são interações medicamentosas?

FARMÁCIA – O que são interações medicamentosas?

É recomendável, ao comprar um medicamento pela primeira vez, olharmos a bula com detalhes dos componentes, utilização, reações adversas e as interações medicamentosas. Mas você sabe o que isso significa?

Interações medicamentosas são alterações no efeito de um medicamento em razão da ingestão simultânea de outro produto. Esses eventos podem intensificar ou diminuir as ações de um medicamento ou potencializar seus efeitos colaterais.

As interações podem ser do tipo medicamento – medicamento, ou seja, dois medicamentos diferentes consumidos ao mesmo tempo podem gerar uma reação. E interações do tipo alimento – medicamento, ou seja, ao consumir determinado alimento com um medicamento pode haver efeito adverso.

Embora em alguns casos as interações medicamentosas sejam benéficas, na maioria das vezes esses episódios são indesejáveis e prejudiciais.

A incidência desses eventos oscila muito de pessoa para pessoa e está relacionada com a quantidade de medicamentos que o paciente faz uso. O risco de acontecer uma interação medicamentosa vai depender da quantidade de medicamentos que o paciente está fazendo o uso, da dose e da frequência de ingestão.

Mas engana-se quem pensa que somente medicamentos controlados por meio de receituários especiais são os responsáveis pelas interações. Medicamentos de venda livre, como aspirina, descongestionantes e antiácidos, também causam interações.

Com a interação de duas drogas, a resposta farmacológica final pode impactar no aumento dos efeitos de uma droga, inibição do efeito de outra e até mesmo o aparecimento de um novo efeito.

Para reduzir o risco de interações medicamentosas é necessário consultar o farmacêutico, profissional responsável por todo conhecimento de medicamentos!

No curso de Farmácia da Faculdade Max Planck, por exemplo, os alunos são preparados com um perfil generalista, humanista, ético, crítico-reflexivo, com espírito empreendedor. Os estudantes são preparados para desenvolver atividades relacionadas a fármacos, medicamentos, análises clínicas, toxicológicas, produção, controle e análise de alimentos.

Entre os diferenciais do curso, destacamos aulas práticas desde o 1º semestre em laboratórios com equipamentos modernos e de acordo com as normas técnicas que regem a atividade farmacêutica, permitindo praticar conceitos teóricos; mini-indústria farmacêutica com equipamentos que representam indústria farmacêutica real e participação em projetos sociais como Diabetes no Controle, Farmácia Viva e Atenção Farmacêutica, incluindo atividades como aferição de pressão, teste de glicemia e classificação sanguínea.

Fernanda de Cássia Frasson Carvalho é coordenadora do curso de Farmácia da Faculdade Max Planck. Formada em Farmácia, habilitada em Análises Clínicas e Forense, tem especialização em Análises Clínicas, conhecimento de toda rotina laboratorial, controle de qualidade interno e externo, ONA, PALC, elaboração de POPs,  mestranda em Onco – Hematologia pela Unicamp, atuando principalmente em Leucemia Mieloide Crônica, Hemopoese e Expressão Gênica.

26/10/2016

 

 

 

ăn dặm kiểu NhậtResponsive WordPress Themenhà cấp 4 nông thônthời trang trẻ emgiày cao gótshop giày nữdownload wordpress pluginsmẫu biệt thự đẹpepichouseáo sơ mi nữhouse beautiful