Faculdade Max Planck promove visita cultural a ícones paulistanos

Faculdade Max Planck promove visita cultural a ícones paulistanos

Iniciativa faz parte das atividades desenvolvidas pelo TOM – Programa Sociocultural

O que era para ser um simples domingo nublado tornou-se um dia bastante colorido e cheio de descobertas para um grupo de alunos, egressos e funcionários da MAX, juntamente com alguns familiares e amigos. O motivo foi a visita cultural a três lugares muito conhecidos em São Paulo: Pinacoteca do Estado, Mercado Municipal e Memorial da Resistência. A iniciativa aconteceu no dia 15/04 e reuniu 45 pessoas, com ônibus fornecido pela Instituição.

“Gostei da viagem que fizemos com a Faculdade, conheci uma parte de SP que nem imaginava que existia! Um conhecimento agregado em minha mente da cultura do Brasil”, afirma o 54ab6277-d308-44bd-94ed-b2b50c71e50faluno do 7o semestre de Engenharia de Produção, Sérgio Carvalho Sakamoto. “O passeio foi extremamente prazeroso. Tivemos o privilégio de conhecer um pouco mais a respeito da história dos lugares visitados e toda sua bagagem até os dias de hoje. Além de poder apreciar e também conhecer obras de vários artistas que compõem a arte do mundo”, diz a aluna do 1o semestre de Administração, Letícia Granado da Cruz.

A programação começou pela Pinacoteca de São Paulo, fundada em 1905. Museu de artes visuais mais antigo da cidade, o local está instalado no antigo edifício do Liceu de Artes e Ofícios, projetado no final do século XIX e reformado no final da década de 1990. Atualmente realiza cerca de 30 exposições e recebe aproximadamente 500 mil visitantes por ano.

No local, os visitantes puderam conferir uma visita guiada à exposição “Hilma af Klint: Mundos Possíveis”. É a primeira vez que a América Latina recebe uma mostra individual da pintora sueca Hilma af Klint (1862-1944), artista que tem sido reconhecida pelo pioneirismo no campo da arte abstrata e que passou despercebida durante grande parte do século XX.

“Interessante a obra dela porque, no período em que pintou, as mulheres não tinham acesso ao estudo do corpo humano. E ela faz umas referências a detalhes como DNA de forma bastante fiel, surpreendente”, comenta a aluna Sabrina Aparecida Barbieri Orizio, do 9o semestre de Fisioterapia.

O grupo aproveitou a parada do almoço para conhecer o famoso Mercadão. Entre cores e aromas de inúmeros tipos de frutas, os visitantes aproveitaram para provar iguarias como o lanche de mortadela e pastéis de sabores variados.

“O Mercadão foi muito empolgante para mim sendo estudante do curso de Nutrição. Fiquei apaixonada pelas cores e variedade de frutas, culinárias e produtos para se vender. Um dos pontos mais destacados da capital, principalmente o famoso pão com mortadela, que é  sensacional. Todo mundo deve provar e saborear, mas com equilíbrio sempre”, comenta a aluna Isabela Balaminute, do 3o semestre.

Para finalizar, foi realizada visita ao Memorial da Resistência de São Paulo, dedicado a preservar as memórias da resistência e repressão política do Brasil republicano. O museu foi criado na parte do edifício que sediou o Departamento Estadual de Ordem Política e Social de São Paulo (Deops/SP), entre os anos 1940 e 1983. No mesmo terreno, o grupo pode visitar a Pina_Estação, que possui exposições temporárias, com destaque para arte brasileira.

7d2bd89e-2ddf-4be2-9cc0-4ce28fe33d2e“O passeio cultural foi de uma relevância sem igual para minha família! Meus filhos ficaram encantados, tudo foi muito bem organizado e o fato de irmos à Pinacoteca os deixou eufóricos. O almoço no Mercadão foi delicioso e o aprendizado no Museu da Resistência foi sem igual. A Faculdade Max Planck mais uma vez MAXimizando nosso conhecimento da melhor forma, junto com quem amamos”, declara a aluna Jacqueline Rodrigues Vieira, do 2o semestre de Enfermagem.

“Eu tive a oportunidade de levar minha esposa e meu filho de 11 anos. Foi uma experiência muito prazerosa, passar o dia em companhia deles e dos colegas de Faculdade. Eu não conhecia esses lugares, tive a honra de conhecer junto com o meu filho, poder conversar com ele sobre um pouco da história do nosso país, a ditadura, poder entrar em uma cela de prisão, mesmo que desativada, imaginar o que ocorreu naquele lugar. A Pinacoteca com as artes que tanto nos encantam, o Mercado Municipal centenário, abastecendo uma grande metrópole. Enfim gostei bastante. Parabéns para a MAX pela iniciativa e que venha mais”, afirma o aluno de Administração, Eliseu Mourão Celeste.

“Pela primeira vez visitei a Pinacoteca e o Museu da Resistência e com certeza são dois lugares que todos deveriam visitar e conhecer. O tempo se mostrou pouco para conhecer tudo, e mesmo assim foi uma experiência ímpar. Uma excursão ótima, tranquila e que recomendo a todos”, conta Alan Monteiro de Almeida, aluno do 3o semestre de Direito.

A visita cultural faz parte do projeto Culturando, promovido pelo TOM – Programa Sociocultural da MAX.

19/04/2018

ăn dặm kiểu NhậtResponsive WordPress Themenhà cấp 4 nông thônthời trang trẻ emgiày cao gótshop giày nữdownload wordpress pluginsmẫu biệt thự đẹpepichouseáo sơ mi nữhouse beautiful