Engenharias iniciam ano com aulas práticas

Projeto permitiu aos alunos vivenciar situações comuns dentro de uma empresa

 

O primeiro semestre letivo de 2013 começou agitado para as turmas dos cursos de Engenharia de Produção e Controle e Automação, que tiveram a missão de, já na primeira semana de aula, desenvolver atividades práticas. O Projeto Integração, segundo o coordenador dos cursos, Roberto Mesquita, como o próprio nome diz tinha como premissa possibilitar aos alunos trabalhar em um projeto único, com pessoas de fora do seu círculo de amizades, simulando assim uma situação comum dentro das empresas.

Para isso, os alunos dos 3º, 5º e 7º semestres dos dois cursos receberam materiais como kits geométricos, conjunto Lego, robôs e braço robótico, que foram utilizados como componentes para o desenvolvimento de seus projetos, permitindo-lhes a prática da engenharia que foi ou será estudada no decorrer do curso, como, por exemplo, uma linha de montagem, um processo fabril ou uma programação, entre outros. De posse deste material, os estudantes tiveram cinco dias para desenvolver e concluir o Projeto de forma estruturada, seguindo uma metodologia aplicada, sob a supervisão e orientação de todo o corpo docente dos cursos.

Dividido em cinco etapas: Planejamento, Projeto, Desenvolvimento, Verificação e Apresentação, a avaliação do Projeto se baseou em dois pilares: participação dos alunos (frequência em sala de aula, participação no grupo e respeito aos colegas) e qualidade do trabalho, que abrangeu conteúdo que vincula a atual situação do aluno, referência às matérias do semestre e o relatório final baseado nas normas da ABNT.

Como o projeto envolveu alunos de cursos e semestres diferentes, o desafio era trabalhar com uma equipe desconhecida, metas ousadas e prazos curtos, tudo isso para simular o dia a dia de um engenheiro, que vai muito além da atividade específica. O trabalho com os kits permitiu o exercício da criação ‘virtual’ de uma realidade futura, situação que costuma ocorrer com frequência dentro de uma corporação. “Tivemos algumas dificuldades de ação, o que trouxe ainda mais realidade ao projeto. Alguns professores tiveram que lidar com áreas de conhecimento que não lhe eram usuais, assim como alunos recorreram a criatividade e a alguns projetos já desenvolvidos na própria faculdade. Podemos avaliar que o resultado ultrapassou nossas expectativas e entendemos que temos um grupo de professores muito interessado e disposto, além de um grupo de alunos excepcionais na seriedade da participação e da colaboração”, ressalta Mesquita.

O resultado do trabalho não poderia ser mais positivo. Alunos do 3º semestre de Engenharia de Produção apresentaram alguns projetos com foco na utilização de sistemas de energia renovável, como o gerador de energia eólica para residências; a luminária fabricada com garrafa Pet; elevador predial; esteira para transporte de produtos em uma linha de produção e a ponte rolante de grande porte. “Todos os trabalhos merecem destaque, pois, em virtude do curto espaço de tempo proposto, as turmas tiveram um desempenho acima do esperado. Diante do grande sucesso dessa iniciativa, certamente projetos como esse devem se tornar uma prática bastante explorada dentro dos cursos de Engenharia da Max Planck”, salienta o professor do curso de Controle e Automação e um dos idealizadores do Projeto, Marcone Medina.

POR: SAMANTA DE MARTINO

ăn dặm kiểu NhậtResponsive WordPress Themenhà cấp 4 nông thônthời trang trẻ emgiày cao gótshop giày nữdownload wordpress pluginsmẫu biệt thự đẹpepichouseáo sơ mi nữhouse beautiful