Doulas podem ajudar a diminuir número de cesáreas no país

Doulas podem ajudar a diminuir número de cesáreas no país

A presença das profissionais tem aumentado a cada dia

 

Por Kassiana Bonissoni

 

A atuação das doulas pode auxiliar a reduzir o número alarmante no Brasil de partos por cesarianas.

A taxa geral é de cerca de 65%, mas supera os 80% na rede privada. Em algumas operadoras de saúde esse índice chega a 99% dos partos, segundo dados da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS). Contudo, a recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS) é de que apenas 10 a 15% dos nascimentos ocorram por cirurgia, a conhecida cesariana. Ou seja, os números estão muito acima do recomendado.

A enfermeira obstétrica e coordenadora na Faculdade Max Planck, em Indaiatuba (SP), Cândida Barroca, aponta que a presença de doulas durante os partos pode auxiliar na redução desses números. “Ser Doula, significa servir à mulher em uma fase tão sensível, mágica e ao mesmo tempo desconhecida da sua vida.

Elas visam garantir o bem-estar, o respeito, a calma, o alívio da dor através de métodos não farmacológicos durante o trabalho de parto e parto e desmistificar estes processos. Mulheres bem orientadas durante a gestação, conscientizam-se do seu poder mamífero e natural, tornam-se  protagonistas do seu parto, afastando o modelo tecnocrata de assistência, reduzindo assim, o número de cesáreas e ações desnecessárias”, completa a coordenadora e enfermeira obstetra.

A palavra doula vem do grego, que significa ‘mulher que serve’ e o reconhecimento da importância de seu papel, vem crescendo a cada dia. “Os hospitais estão começando a aceitar a participação desses  profissionais, leis que ajudam a prática da doulagem estão sendo aprovadas em várias cidades da região, como é o caso de Jundiaí, no interior de São Paulo e a população através de ações, como encontros, palestras, matérias que vão ao ar constantemente em rede nacional através de emissoras influentes, começa a conhecer a importância da Doula”, comemora a professora.

Frente às mudanças pelo reconhecimento da figura da doula nos partos, o mercado de trabalho também tem se movimentado. A procura por cursos na área segue a tendência de aumento e a Faculdade Max Planck visualizou a necessidade de proporcionar profissionalização por meio de curso de extensão. A instituição está oferecendo pela primeira vez, no período de férias, em janeiro de 2016, o curso em Formação de Doula. A proposta é formar acompanhantes de parto, que darão conforto físico, emocional e afetivo à mulher nesse momento importante. Dentre os conteúdos que serão trabalhados estão: ética profissional, qual o papel da doula, técnicas de relaxamento – Hypnobirthing – parto com hipnose, yoga pré-parto, parto e pós-parto e massagem, massagem perineal e posturas no trabalho de parto, entre outros.

As inscrições estão abertas e podem ser realizadas com valor promocional até o dia 11/11, diretamente na Interclínicas, no campus 1 da Faculdade Max Planck, de segunda a sexta, das 7h às 21h. As aulas iniciam no dia 22 de janeiro de 2016, tem duração de quatro dias, com início na sexta-feira, das 18h às 22h30, ocorrendo no sábado e domingo das 8h às 20h e na segunda-feira das 8h às 13h, totalizando 32 horas. O corpo docente é multiprofissional, com Médico, Fisioterapeuta, Enfermeira obstetra, Doula, Massoterapeuta e Psicóloga.

Para inscrever-se o candidato precisa ter mais de 18 anos e os documentos necessários para a matrícula são cópia do documento de Identidade (RG), CPF e comprovante de residência. O pagamento é facilitado e pode ser parcelado. Mais informações pelos telefones (19) 3264 0096 e (19) 3885 9901 ou por e-mail: formacaoemdoula@faculdademax.edu.br.

ăn dặm kiểu NhậtResponsive WordPress Themenhà cấp 4 nông thônthời trang trẻ emgiày cao gótshop giày nữdownload wordpress pluginsmẫu biệt thự đẹpepichouseáo sơ mi nữhouse beautiful