Cursos no Exterior

Agências de intercâmbio de Campinas ainda têm vagas para o mês de julho

Estudar nas férias de julho pode ser uma ideia aparentemente absurda para quem não vê a hora de descansar. Entretanto, pode ser bem tentadora se as aulas forem em outro país e, entre as disciplinas, constarem dança, culinária, surfe, mergulho, snowboard e trabalho voluntário. Além de conhecer uma nova cultura, o estudante aprimora o idioma estrangeiro. Agências de intercâmbio de Campinas ainda têm vagas para esses cursos de curta duração no Exterior que incluem passeios culturais. Para os destinos que precisam de visto, como os Estados Unidos e o Canadá, porém, não dá mais tempo — só para aqueles que já contam com o documento. Para julho, então, opções são países europeus, a África do Sul e a Nova Zelândia — países que não precisam de vistos para brasileiro quando o tempo de permanência é inferior aos três meses. Em algumas opções, os estudantes vão com monitores brasileiros que podem auxiliá-los nos primeiros dias.

Na Central de Intercâmbio (CI), além dos tradicionais cursos de idiomas, o estudante tem a possibilidade de escolher programas de intercâmbio que unem aulas de italiano e culinária, de espanhol e flamenco e até trabalhos voluntários na África do Sul — um dos mais procurados. “É um destino bem exótico. Fui lá há alguns anos e fiquei impressionado. Acredito que a procura tenha crescido, principalmente, por causa da Copa do Mundo de 2010”, disse o diretor da CI, Maurício Mascarenhas.

No caso dos trabalhos voluntários na África, a CI oferece sete opções que podem ser feitas em duas semanas e incluem acomodação, alimentação e treinamento. O programa custa a partir de R$ 2,6 mil. “Os preços, não só deste programa como os outros que oferecemos aqui, variam porque os estudantes têm a possibilidade de incluir ou excluir dias do programa e até acomodações. Às vezes, têm jovens que vão para a Nova Zelândia, por exemplo, que não querem ficar numa casa de família e optam por um hotel, para ficarem mais independentes. Ou ao contrário: excluem a acomodação, porque têm parentes ou lugar para ficar no Exterior”, disse Mascarenhas.

Uma outra boa opção para unir o útil ao agradável nessas férias é o programa “teen” de viagem para Los Angeles e Havaí, oferecido pela agência Experimento. Mas o interessado já deve ter o visto americano. São três semanas de inglês em Los Angeles e seis dias de passeio em Honolulu, no Havaí. O programa, voltado para adolescentes com idade entre 15 a 17 anos, também não exige que o interessado tenha domínio na língua inglesa. A Experimento de Campinas ainda tem vagas para este programa, que custa aproximadamente R$ 8 mil. O programa inclui jantar no Hard Rock Café e aulas de mergulho ou kayaking no Havaí, além de visita a Disneylândia, Universal Studios e Six Flags.

Esse não é o único programa de férias oferecido pela Experimento, que inclui cursos e atividades culturais. Entretanto, neste período, há vagas apenas para este destino. “Aconselhamos que a pessoa nos procure com até três meses de antecedência. Assim, o destino não é escolhido só por falta de opção. Além disso, dá tempo de tirar o passaporte e o visto”, afirmou a gerente regional, Vera Cleto.

Planejado

O conselho de Vera foi seguido pelas gêmeas Marina e Luciana Dias Santos, de 16 anos. Elas planejam a viagem desde dezembro do ano passado e, por isso, vão conseguir passar as férias de julho no Canadá. “Foi um presente do nosso pai, que acha importante uma experiência no Exterior”, disse Marina. Como decidiram com antecedência, não tiveram tantos problemas com passaportes e visto. “Demorou um pouco, mas não adiará nosso passeio”, ressaltou a estudante.

O programa que as irmãs escolheram foi o Tamwood Vancouver, da Student Tavel Bureau (STB). São três semanas de aulas de idiomas associado a atividades de lazer, esportivas e culturais. “Estudo inglês há quatro anos, mas vou poder aprimorar a língua na prática e ainda aproveitar as férias”, afirmou Luciana, que embarca com a irmã no próximo dia 4.

A STB também está com vagas em aberto em mais dois programas de férias no Exterior. São eles — Young ELS Malibu, onde adolescentes de 13 a 16 anos aprendem inglês de manhã e fazem atividades culturais e sociais à tarde e à noite; e o English Days, voltado para adolescentes entre 12 e 17 anos que querem aprender o idioma dentro dos parques da Disney World. Porém, para os dois, vale a mesma dica: é importante já ter o visto americano.

Também é possível avaliar o nível em teste internacional

Uma novidade para quem não tem condições de investir numa viagem ao Exterior para aprimorar o idioma, mas tem interesse em avaliar os conhecimentos na língua inglesa, é a implantação dos exames Test of English for Internacional Communication (TOEIC) e TOEIC Bridge nas unidades da escola de idiomas Wizard. Essas ferramentas mundiais de avaliação passaram a fazer parte da grade curricular da escola neste mês. O exame, reconhecido mundialmente e realizado em 90 países há 30 anos, será aplicado de quatro em quatro módulos. Para o presidente da rede, Carlos Wizard Martins, além dos alunos se familiarizarem desde cedo com testes internacionais, terão a oportunidade de avaliar o nível de conhecimento do inglês imparcialmente, dentro da Wizard. Para quem não conhece, o TOEIC é composto por 200 questões — cem de compreensão oral e cem de leitura, com duração de duas horas e 30 minutos. A pontuação fornece um retorno claro sobre o desempenho do candidato no mundo global dos negócios, bem como uma avaliação objetiva para o nivelamento do mesmo. (JF/AAN)

SAIBA MAIS – Informações sobre férias no Exterior

Experimento (www.experimento.org.br)

Rua Dr. Emílio Ribas, 682, no Cambuí

Telefone: (19) 3255-2203

Central de Intercâmbio (www.ci.com.br)

Rua Coronel Silva Telles, 675, no Cambuí

Telefone: (19) 3754-5100

Student Travel Bureau (www.stb.com.br)

Telefone: (19) 3294-9081

VISTOS

Muitos países só exigem visto para brasileiro se a permanência for maior do que três meses. É o caso, por exemplo, dos 25 países da União Europeia (Alemanha, Áustria, Bélgica, Chipre, Dinamarca, Eslováquia, Eslovênia, Espanha, Estônia, Finlândia, França, Grécia, Holanda, Hungria, Inglaterra, Irlanda, Itália, Letônia, Lituânia, Luxemburgo, Malta, Polônia, Portugal, República Checa e Suécia). Outros exigem visto para qualquer tempo de estada, como Estados Unidos e Canadá, e outros ainda para viagens com motivos específicos, como estudos ou negócios. Cheque com antecedência no consulado se é o caso do seu destino porque, às vezes, o processo de obtenção da autorização de entrada demora semanas.

Fonte: www.vistosonline.com.br/documents

POR: JULIANA FACCHIN/CORREIO POPULAR

ăn dặm kiểu NhậtResponsive WordPress Themenhà cấp 4 nông thônthời trang trẻ emgiày cao gótshop giày nữdownload wordpress pluginsmẫu biệt thự đẹpepichouseáo sơ mi nữhouse beautiful