Ação social liderada por alunos de Direito promove dia especial para moradores de rua

Ação social liderada por alunos de Direito promove dia especial para moradores de rua

O evento aconteceu no Campus I da MAX e teve direito a um jantar especial

O que era para ser uma simples segunda-feira virou um dia muito especial para cerca de 70 moradores de rua de Indaiatuba. acao-social-direito-1Graças a um grupo de alunos do curso de Direito, foi realizada no Campus I da MAX uma ação solidária que envolveu banho, roupas limpas, corte de cabelo e barba, além de um jantar com direito a mágico e música ao vivo. O evento aconteceu dia 19 e foi carregado de muita emoção.

“Amor define tudo o que senti hoje”, disse a aluna do 8º semestre de Direito, Beatriz Corrêa, líder da iniciativa em sua rede social no dia seguinte do evento. O olhar social não é algo novo pra ela, que desde a adolescência desenvolve ações solidárias. Em 2016, por exemplo, o foco foi alimentação para moradores de rua. “Desde junho eu e um grupo de quatro amigos nos revezamos para produzir e distribuir comida aos domingos para moradores de rua. Em novembro, pensei: preciso fazer algo para a época de Natal e recebi apoio de todos os lados”, explicou.

acao-social-direito-8Segundo Beatriz, ao comentarem com o coordenador do curso, professor Alexandre Soares Ferreira, veio mais uma conquista. Além de conseguir as dependências do Campus I, o grupo recebeu a ajuda luxuosa do curso de Gastronomia, que preparou um jantar especial servido aos moradores. “Quando contei ao professor Caio a ideia na hora ele abraçou a ideia com um amor incrível. Era visível sua expressão de felicidade servindo os moradores”, contou o professor Alexandre.

Coordenador do curso de Gastronomia, professor Caio Henriques Nunes teve o apoio de sete alunos e quatro professores para preparar um cardápio que contou com arroz branco, farofa com miúdos e bacon, maionese de legumes, frango assado, salada verde, bolinho natalino de doce de leite com sorvete, somando cerca de 70 quilos de alimentos. “A experiência foi incrível, impossível não abraçar a causa. É sempre muito importante parar um pouco e fazer o bem, transformar uma simples refeição em um momento de confraternização e muita emoção”, garantiu.

De acordo com o docente, é uma ação fundamental também para a formação acadêmica. “Este evento traz a Gastronomia para acao-social-direito-3mais próximo da comunidade e torna o curso mais humano. É importante que o aluno aprenda que, além da competitividade do mercado e da excelência de atendimento, nós também devemos ser mais solidários. Então, participar deste evento trouxe para o curso a chance de fazer uma comida bem feita para acolher estes moradores que muito provavelmente não terão tantos momentos como este”, disse.

Para a aluna Jéssica Fernandes Maia de Oliveira, concluinte do curso de Gastronomia, a despedida da Faculdade não podia ser melhor. “Desde quando o professor falou sobre o projeto eu quis contribuir. Afinal, eles ensinam muito para nós e é uma satisfação imensa saber que nosso trabalho faz a diferença na vida deles”, falou.

dsc_1278A mesa caprichosamente decorada foi uma das atividades realizadas por Evelyn Rabaneda, aluna do 8º semestre de Direito, fiel escudeira de Beatriz nas ações sociais. “No início eu participava apenas fazendo doações. Mas a primeira vez que fui entregar as refeições eu fiquei muito emocionada, chorei e pensei como foi gratificante. Então, resolvi me engajar mais”, contou.

Pensando no bem-estar dos atendidos, o grupo de Beatriz recebeu doações de amigos, professores e alunos. As roupas foram lavadas, os calçados higienizados e foram entregues juntamente com produtos de higiene pessoal. Para completar o visual, a cabeleireira Luciana Leandro cortou cabelos e aparou barba. “Quando a Bia me contou do projeto eu logo quis participar porque eu sempre que posso contribuo de alguma forma, hoje foi com meu tempo e minhas habilidades”, afirmou.

Depois da transformação, os moradores foram para o jantar, que teve direito a show de mágica de Fernando Lazzaro e música ao vivo com a dupla Stefany Ueda e Cezar Girardi. “Eu gosto de ver o sorriso do público, por isso resolvi ser mágico. E fazer isso dedsc_1202 forma voluntária é ainda mais prazeroso”, contou Fernando. “Eu fiz questão de ajudar desde as doações e quis também trazer a energia boa da música. Foi muito bom porque senti que eles gostaram e se animaram”, comentou Stefany.

Nascido na Bahia e há 26 anos em Indaiatuba, Adenilson dos Santos tem 42 anos e sempre atuou na construção civil. Atualmente está sem trabalho e vive no bairro Santa Cruz. Com a voz embargada, agradeceu a iniciativa. “Eu achei ótimo, todos ficamos satisfeitos. Alimentação de primeira qualidade e o tratamento do pessoal foi excelente”, garantiu.

Ao final da noite, a mentora do evento exibia um cansaço físico, mas um sorriso imenso de satisfação. “É uma sensação deliciosa de missão cumprida. A gente ouve muito que uma maçã podre estraga o cesto. Mas um fruto bom também pode contagiar positivamente outros, e foi exatamente isso que aconteceu. Estou muito feliz”, declarou.

“Em qualquer atuação profissional, ter uma visão social é fundamental. E no caso do Direito, torna o profissional mais sensível, o que é vital para executar com integridade a nossa carreira”, completa o coordenador do curso de Direito, professor Alexandre Soares Ferreira.

23/12/2016

Fotos: Claudia Shirano – Faculdade Max Planck

 

ăn dặm kiểu NhậtResponsive WordPress Themenhà cấp 4 nông thônthời trang trẻ emgiày cao gótshop giày nữdownload wordpress pluginsmẫu biệt thự đẹpepichouseáo sơ mi nữhouse beautiful