A relação dos macacos com a febre amarela é tema de palestra no HEV-MAX

A relação dos macacos com a febre amarela é tema de palestra no HEV-MAX

Estudantes de Medicina Veterinária e profissionais de saúde acompanham o evento

“Por que adoramos macacos? Porque somos primatas também”. A frase do professor de Medicina Veterinária da MAX Rodrigo H. PALESTRA FEBRE AMARELA - DR SELVAGEM 2-EditedF. Teixeira fez parte da abertura da palestra realizada no Hospital-Escola Veterinário (HEV-MAX) no dia 12/04. Com o tema “Vigilância de Primatas Não Humanos e a Situação Epidemiológica da Febre Amarela no Brasil”, o docente lotou a sala dando seguimento ao ciclo de eventos realizado pelo Grupo de Estudos de Animais Selvagens (GEAS).

Conhecido como Dr. Selvagem, o professor reforçou a importância do Brasil nesse assunto. “Cerca de 20% dos primatas descritos no mundo estão em nosso país. Além disso, temos uma grande variedade de espécies de mosquitos também. Por isso é fundamental tratarmos desse tema”, disse o palestrante, reforçando a atuação do médico veterinário nesse processo. “Temos que zelar pela excelência sempre, por isso é vital estudarmos essa epizootia”.

Eliminar os mitos é outro exercício a ser feito nesse período. “O macaco é um sentinela e, portanto, um grande aliado nosso para acompanharmos a evolução da doença. Ele não é transmissor, é vítima também”, comentou o docente. “Por exemplo, encontrar um macaco morto e com diagnóstico confirmado de febre amarela em áreas onde não está recomendada a vacina é um indicador de atuação para as autoridades de saúde”, completou.

O especialista em animais selvagens apresentou as principais espécies de macacos, e as áreas de ocorrências e seus hábitos na natureza. Reforçou, ainda, que a vacinação é a única medida de prevenção da doença. “A vacina existe desde 1937 e agora o Ministério da Saúde adotou o protocolo da maioria dos países, de que apenas uma dose é válida para cobertura”, disse.

DSC_0058-EditedPara a aluna Giórgia Isabel Tobaldini, as informações da palestra vieram na hora certa. “Ele falou de forma clara e objetiva. Apresentou a situação e mostrou o papel do médico veterinário nesse cenário”, disse. “A MAX possui na sua matriz, mas nem toda faculdade possui a disciplina de animais selvagens. Então, o GEAS oferece a oportunidade de o aluno ter contato com o tema, independente do semestre em que está. E o Grupo de Estudos de Animais Selvagens da MAX é homologado pelo GEAS Brasil, o que nos confere uma grande credibilidade, especialmente na hora de trazer especialistas reconhecidos no mercado de trabalho”, explicou o presidente do GEAS, Paulo Roberto dos Santos Vieira, aluno do 7º semestre de Medicina Veterinária.

Profissionais da área de saúde de Indaiatuba acompanharam a palestra. “Foi um tema muito oportuno, especialmente para esse público acadêmico, pois eles vão levar e difundir informações corretas e atualizadas”, comentou a médica veterinária Soledad Ourives, da Vigilância Epidemiológica do município.

A especialista reforçou a importância da parceria com a Faculdade Max Planck. “Somos parceiros eternos. Sempre que precisamos, a Instituição nos cede espaço e equipamentos para a realização da necropsia dos animais coletados pela Vigilância, como foi o caso do macaco encontrado no dia 30 de março e que teve amostras enviadas para análise no Instituto Adolfo Lutz”, contou. Parte do resultado do exame deu negativo para febre amarela, mesmo assim Indaiatuba entrou para a chamada “área ampliada” de vacinação, que começou a ser realizada na zona rural no dia 15/04.

“Essas ações de trazer informações atualizadas aos alunos fazem parte da missão da Faculdade, de aproximar o estudante da DSC_0057-Editedrealidade do mercado de trabalho. E a parceria com empresas e órgãos públicos comprovam que nossa infraestrutura é completa e profissionalizada, o que nos permite oferecer um ensino de qualidade, capacitando profissionais para enfrentar os desafios da rotina profissional”, finalizou a coordenadora do curso de Medicina Veterinária, professora Maria Fernanda Vianna Marvulo.

26/04/2017

ăn dặm kiểu NhậtResponsive WordPress Themenhà cấp 4 nông thônthời trang trẻ emgiày cao gótshop giày nữdownload wordpress pluginsmẫu biệt thự đẹpepichouseáo sơ mi nữhouse beautiful