2º Encontro do Hacking Health na Faculdade Max Planck

2º Encontro do Hacking Health na Faculdade Max Planck

Movimento Global mobiliza Indaiatuba em prol de soluções para os problemas da saúde

A Faculdade Max Planck de Indaiatuba foi sede do segundo Café do Hacking Health, com a participação do Ivan Moraes, coordenador nacional do projeto, a secretária da Saúde de Indaiatuba, Graziela Drigo Bossolan Garcia, o Diretor da MAX, professor Celso Braga, profissionais da Saúde que atuam no atendimento público e também no Hospital Augusto de Oliveira Camargo (HAOC), além de professores e alunos. O encontro aconteceu no dia 27 de junho e faz parte do calendário de ações do Capítulo Região Metropolitana de Campinas (RMC), do qual faz parte a Instituição.

O Hacking Health é um movimento global que tem como missão facilitar a colaboração interdisciplinar, ajudando a gerar novas ideias e soluções criativas para os desafios atuais. “Hoje estamos realizando o segundo encontro do projeto, em conjunto com os profissionais da Saúde. Fizemos um levantamento de problemáticas a serem melhoras e o próximo passo é ir até um ambiente hospitalar para confrontar os levantamentos com a realidade”, explica Ivan Moraes.

O diretor, professor Celso Braga, reforçou sobre a importância de realizar projetos como esse na  instituição. “O evento é uma oportunidade para que os alunos, docentes e profissionais da saúde apresentem suas ideias criativas, com soluções inovadoras, em favor da melhoria da e da qualidade de vida das pessoas que dependem do sistema pública de saúde, além de ser uma causa social que todos podemos abraçar em prol do bem maior”, comenta.

O evento, com foco na colaboração e interação entre médicos e especialistas da Saúde, contou com a participação da coordenadora do curso de RH da MAX, professora Carla Borges, que realizou uma dinâmica com os presentes. “O objetivo principal foi integrar e criar empatia com todos os participantes, reduzindo possíveis bloqueios na sugestão de ações. Foi um grande desafio, pois o tempo era bem curto, mais de 40 participantes e um perfil bem eclético. No entanto, os resultados foram incríveis! A própria Secretária Municipal de Saúde mostrou-se surpresa com as sugestões simples que poderiam ser aplicadas facilmente, sem  altos custos”, diz.

Para Secretária Graziela Drigo Bossolan Garcia, o encontro foi surpreendente em todos os momentos.Eu achei o segundo café do Hacking Health maravilhoso, pois ficamos esperando uma grande ideia surgir, mas o espetáculo está nas pequenas ações que foram solicitadas hoje. Essa multidisciplinaridade que estamos presenciando é raro, profissionais da Saúde de diferentes unidades, juntamente com alunos e professores, mostram a importância da causa. Achei sensacional participar e agradeço a Max Planck por ser uma peça fundamental no cenário da saúde”, afirma.

O Hacking Health consegue impactar de maneira positiva no trabalho dos profissionais da Saúde, que tem a oportunidade de relatar os problemas do setor. “Foi interessante o encontro porque nós que trabalhamos nas Unidades Básicas de Saúde (UBS), nas Unidade de Pronto Atendimento (UPA), em hospitais, clínicas, enfim, nós que estamos lidando diariamente com o problema, hoje conseguimos ser ouvidos por todos. Então, foi muito produtivo pelo lado profissional e pessoal”, afirma Daiana Moreira da Silva, técnica de Enfermagem na UBS do bairro do Itaici, Indaiatuba.

Estudante do curso de Farmácia, Silvana Pires de Camargo Paulino relata sobre a experiência de participar do Hacking Health e como o projeto está ajudando em seu desenvolvimento profissional. “Acredito que a interação com as pessoas foi uma ótima oportunidade de entender melhor os problemas da Saúde, porque além de ser estudante também sou funcionária nessa área. E por já ter participado de outro evento, consegui apresentar uma ideia na primeira reunião a todos os presentes para que juntos chegássemos ao ponto onde precisaria ser debatido e resolvido para melhor atender a população. E os conhecimentos adquiridos na Max Planck me ajudaram muito, pois a instituição nos incentiva e nos ajuda a ter novos aprendizados”, conclui.

SERVIÇO

Vestibular de Inverno 2018 da Faculdade Max Planck. Agende sua prova pelo site www.faculdademax.edu.br. A instituição oferece opções nas áreas de Exatas, Humanas e Saúde. As provas acontecem no Campus I, sendo terça e quinta-feira às 19h; sábado às 9h30. Local: Campus 1 – Av. 9 de Dezembro, 460 – Indaiatuba (SP). Fone: (19) 3885-9900

08/08/2018

ăn dặm kiểu NhậtResponsive WordPress Themenhà cấp 4 nông thônthời trang trẻ emgiày cao gótshop giày nữdownload wordpress pluginsmẫu biệt thự đẹpepichouseáo sơ mi nữhouse beautiful